Postado em 13 de fevereiro, 2012 | Por Gabrielle Barros

0

“O Artista” é o grande vencedor do Bafta

Na noite deste domingo (12), aconteceu o BAFTA, a cerimônia é considerada o Oscar britânico. Como esperado pela sua repercussão em outras premiações anteriores, o filme mudo e em preto e branco “O Artista” faturou 7 Baftas nesta noite, consolidando sua imagem como o favorito ao Oscar de Melhor Filme. Também foram consagrados a atriz Meryl Streep em seu papel de Margaret Thatcher e Pedro Almodóvar.

A cerimônia parecia uma prévia do Oscar, mas com toda elegância britânica. “O Artista” faturou os prêmios de melhor filme; melhor ator para o francês Jean Dujardin; melhor diretor e melhor roteiro original para Michel Hazanavicius.

Subindo quatro vezes no palco para receber seus prêmios Michel Hazanavicius falou em seu último discurso da noite, “Já disse tudo o que queria”.

Surpresa para todos foi a vitória do filme “A Pele que Habito” do diretor espanhol Pedro Almodóvar na categoria de melhor filme de fala não inglesa, afinal todos apostavam suas fichas no iraniano “A Separação”.

Ao todo são 5 Baftas para Almodóvar, que não estava presente na cerimônia em Londres e enviou uma nota de agradecimento lida pelo apresentador do prêmio, o ator de Bollywood Anil Kapoor.

A atriz Meryl Streep, que já tem dois Baftas em sua carreira confirmou seu favoritismo com sua interpretação de Margaret Thatcher em “A Dama de Ferro”. Quase uma cinderela, a atriz perdeu o seu sapato quando subia as escadas do palco para receber o prêmio de melhor atriz. O ator Colin Firth, que apresentava o prêmio, pegou o sapato e o colocou no pé da atriz.

Em seu discurso de agradecimento, emocionada Meryl falou um pouco de como foi que ela compôs o personagem. “A ambição deste filme era olhar de dentro a Dama de Ferro para descobrir algo escondido na vida de alguém a quem todos achávamos conhecer”. O filme “A Dama de Ferro” também ganhou o Bafta de melhor maquiagem.

Confira a nossa galeria de imagens clicando AQUI!

Confira a lista completa de vencedores do BAFTAS:

Melhor filme
O Artista

Melhor diretor
Michel Hazanivicous – O artista

Melhor longa animado
Rango

Melhor ator
Jean Dujardin – O artista

Melhor atriz
Meryl Streep – A Dama de Ferro

Melhor ator coadjuvante
Christopher Plummer – Toda Forma de Amor

Melhor atriz coadjuvante
Octavia Spencer – Histórias Cruzadas

Melhor filme britânico
O Espião que Sabia Demais

Melhor filme britânico de estreia de um roteirista, diretor ou produtor
Tyrannosaur – Paddy Considine (Diretor), Diarmid Scrimshaw (Produtor)

Melhor filme em lingua não-inglesa
A Pele Que Habito (Espanha)

Melhor roteiro original
Woody Allen – Meia-Noite em Paris

Melhor roteiro adaptado
Bridget O’Connor, Peter Straughan – O Espião que Sabia Demais

Melhor documentário
Asif Kapadia – Senna

Melhor trilha sonora original
Ludovic Bource – O artista

Melhor fotografia
O Artista

Melhor edição
Senna

Melhor design de produção
A Invenção de Hugo Cabret

Melhor figurino
O artista

Melhor som
A Invenção de Hugo Cabret

Melhores efeitos visuais
Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte 2

Melhor maquiagem
A Dama de Ferro

Melhor curta animado
A Morning Stroll

Melhor curta
Pitch Black Heist

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o Autor

Jornalista, social media, blogueira e obcecada por cultura pop



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑