Postado em 12 de outubro, 2010 | Por Luruk

0

Festival Jambolada chega à sua sexta edição em Uberlândia

Otto, Vanguart (foto), Emicida e Autoramas fazem shows no festival que integra o programa Conexão Vivo e que acontece entre os dias 15 e 17 de outubro

Considerado o maior festival independente de Minas Gerais, o Jambolada colocou a cidade de Uberlândia no mapa da cena musical independente do Brasil. Em sua sexta edição, o festival acontece de 15 a 17 de outubro trazendo em sua programação de shows importantes nomes da música nacional, ao lado de mais de uma dezena de novos grupos independentes. O Jambolada integra pelo segundo ano consecutivo o Conexão Vivo, e é viabilizado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

A variedade de shows que serão apresentandos no Jambolada deste ano reflete bem o ótimo cenário criativo da música no país. Otto (PE), Emicida (SP), Vanguart (MT), Autoramas (RJ) e Matanza (RJ) são alguns dos nomes que integram a lista dos mais de trinta shows apresentados pelo festival neste ano. O festival coloca ainda em seu line-up novos e promissores talentos do rock independente brasileiro como A Banda de Joseph Tourton (PE), Dom Capaz (MG) e Bang Bang Babies (GO), recebendo ainda como convidados especiais a banda argentina Falsos Conejos.  O Hardcore e o Metal também estão representados pelas Bandas Gritando HC (SP) e Krow (MG).

Os dois primeiros dias de evento acontecem com shows no espaço Acrópole (Rua José Rezende, 4090) com ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) para cada noite, e passaportes promocionais custando R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Após os dias de show na Acrópole, o Jambolada passa a acontecer na Praça Sérgio Pacheco, onde ficará instalado o Palco Conexão Vivo, com apresentações ao ar livre. No domingo, a partir das 16h, o público que for a Uberlândia terá a chance de ver shows com Camaronês Orquestra Guitarrística (RN), Quarteto Olinda (PE), Ophelia and the tree (MG), Indiada Magneto (MG), Nina Becker (RJ) e Porcas Borboletas (MG), com os convidados Paulo e Arrigo Barnabé (SP). Estas atrações integram a plataforma de artistas do Conexão Vivo.

Atividades complementares

O Jambolada movimenta a cidade de Uberlândia não apenas com shows, mas ainda com uma série de atividades integradas como a Feira Jambo Mix, Jambo Encena, Arte no Jambo e Cine Jambolão.

A feira Jambo Mix reune nomes da nova safra de produtores e criadores da cultura urbana local, distribuídos entre os segmentos: moda, música, artes plásticas, fotografia, literatura, cinema e design. O evento visa integrar e articular a vanguarda da produção artístico-cultural alternativa, ligada ao universo underground da cidade, conferindo visibilidade e promovendo a circulação de seus produtos.

Para ampliar a transversalidade de linguagens desta edição do Festival Jambolada, o Jambo EnCena cria espaços de intervenções cênicas e corporais de artistas locais e de outras partes do país, difundindo e estimulando o intercâmbio de atores, dançarinos e artistas circenses. A programação é composta por grupos locais envolvidos com o Palco Goma – núcleo uberlandense do Palco Fora do Eixo (PFE) que coordena a ação -, dentre eles o Coletivo Teatro da Margem, a Trupe Tripé, o Núcleo Platô de Performers, a Trupe Tamboril e o Grupo Teatro No-Mi, além de trazer ações e intervenções de artistas dos núcleos de Santa Maria (RS), Bauru (SP), Uberaba (MG) e Araraquara (SP) do PFE.

Já faz alguns anos que o festival inclui em sua programação um espaço exclusivo para uma integração entre música e artes visuais. É o Arte no Jambo: uma maneira de levar as artes para um espaço onde as pessoas são levadas a elevar os olhos para outro lugar que não seja o palco. Fotografias, pintura, desenhos e muito mais em espaços apresentados longe do lugar comum, tirando as obras do cubo branco pondo-as no meio. Arte no Jambo tem por curadoria o núcleo de artes visuais Arte Engomada do Coletivo Goma.

A sétima arte também é contemplada no Jambolada com o Cine Jambolão. Esta mostra de audiovisual vai acontecer nos dias 15 e 16 de setembro, na Acrópole, paralelamente aos shows no Espaço JamboMix. A realização do evento neste ano fica por conta do Clube de Cinema Fora do Eixo que exibirá os filmes da DF5 – Distribuidora de Filmes Fora Do Eixo.

Congresso Fora do Eixo

Visando o fortalecimento de intercâmbios e ligações em rede com agentes da cadeia produtiva cultural, além da qualificação e formação dos pontos integrados ao Circuito Fora do Eixo, o 3º CONGRESSO FORA DO EIXO (COFE) acontece dentro do festival Jambolada em Uberlândia. O congresso se propõe a apresentar o contexto de organizações coletivas atuantes em outras áreas sociais, como o  empreendedorismo, educação, economia solidária, economia criativa entre outros. Apostando na formação, o Congresso traz consultores desses diversos temas relacionados, para analisar as atividades institucionais da rede e dos coletivos que a compõe, elaborando propostas para o melhor desenvolvimento do Circuito.

O 3º CONGRESSO FORA DO EIXO (COFE) surge para manter a continuidade do Encontro e Planejamento anual do Circuito Fora do Eixo, na perspectiva de fortalecimento do que se tornou hoje a maior rede independente articulada do país. O Coletivo Goma, que organiza o festival Jambolada, será o anfitrião do evento que dura uma semana. Diversos debatedores, como  Edson Natale, Cláudio Prado, Romulo Avelar, Lala Deheinzelin e Israel do Vale abordarão os variados temas que permeiam os trabalhos da rede, com vistas à qualificação das atividades do Circuito. Além dos Pontos Fora do Eixo, outros grupos, que têm o interesse em fazer parte do processo, poderão participar e todos os conteúdos produzidos serão disponibilizados via internet tal como nos anos anteriores.

Esta é uma das maiores ações da rede que compõe o Circuito Fora do Eixo, movimento político cultural fundado em 2005 por coletivos independentes de algumas regiões brasileiras como Mato-Grosso, Paraná, Acre e Minas Gerais. Devido ao seu grande poder de articulação, tornou-se um movimento legítimo da cultura independente brasileira, apostando em empreendimentos coletivos cada vez mais crescentes em torno da cadeia produtiva cultural, através da música independente.  Hoje conta com 50 coletivos trocando tecnologias e conhecimentos cotidianamente, decidindo e trabalhando em ações conjuntas.

Música e Política

O Jambolada é um dos festivais pioneiros na formação da ABRAFIN – Associação Brasileira de Festivais Independentes e integra as ações do Circuito Fora do Eixo, uma articulação nacional que busca descentralizar a cadeia produtiva musical por meio do intercâmbio e troca de tecnologias culturais.

Além disso, o festival adota o conceito de música independente formulado pela ABRAFIN: uma criação musical autoral, divulgada por meio de shows, CDs, e meios de comunicação em geral (inclusive a internet) sem o amparo das grandes gravadoras e dos grandes meios de comunicação, com uma postura artística que privilegia o trabalho criativo em detrimento dos formatos ditados pelo mercado fonográfico.

Histórico

A primeira edição do Jambolada aconteceu em 2005, com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Uberlândia. Com dez artistas, dois dias de shows e um dia voltado para debates, o festival caiu no gosto dos críticos e especialistas em música. De lá para cá, o Jambolada cresceu em importância e representatividade no cenário musical nacional, e se consolidou como     um dos principais do país.

Nesses cinco anos de história, cerca de 25 mil pessoas e 80 artistas da música independente passaram pelos palcos do Jambolada. Desde 2005 já passaram pelo evento nomes como: Nação Zumbi, Tom Zé, Cordel do Fogo Encantado, Mallu Magalhães, Ratos de Porão, Pato Fu, Sepultura, Wander Wildner, MQN, Vanguart, Sick Sick Sinners, Móveis Colonias de Acajú, Maria Alcina, Anelis Assumpção, Marku Ribas, Renegado, Falcatrua, Macaco Bong, Canastra, Galinha Preta dentre outros.

Programação completa
Festival Jambolada 2010

Sexta: 15/10
Otto (PE)
Cabruêra (PB)
Autoramas (RJ)
Emicida (SP)
Erika Machado (MG)
Dom Capaz (MG)
Pedro Morais (MG)
Falsos Conejos (ARGENTINA)
A Banda de Joseph Tourton (PE)
Desalma (PE)
Monograma (MG)
Manos de Responsa (MG)
A170 (MG)

Sábado 16/10:
Matanza (RJ)
Vanguart (MT)
Copacabana Club (PR) – a confirmar
Vespas Mandarinas (SP) – a confirmar
Seu Juvenal (MG)
The Folsoms (MG)
Krow (MG)
A Baba de Mumm-Rá (TO)
Gritando HC( SP)
Animais na Pista (MG)
Mata Leão (MG)
Bang Bang Babies (GO)
Leave Me Out (MG)

Local – Sexta 15/10 e Sábado16/10
Espaço Acrópole
Rua José Rezende, 4090 – Tel.: 34. 3211 4000
www.acropoleonline.com.br

Ingressos por dia: 14/10 ou 15/10
(Vendidos na portaria do evento)
Meia: R$10,00 | Inteira: R$20,00
Passaportes antecipados validos para os dois dias do evento
Meia: R$15,00 | Inteira: R$ 30,00

Domingo 17/10 – Palco Conexão Vivo
Porcas Borboletas (MG) convida Paulo e Arrigo Barnabé (SP)
Nina Becker (RJ)
Indiada Magneto (MG)
Quarteto Olinda (PE)
The Hell’s Kitchen Project (MG)
Ophelia and the tree (MG)
Camarones Orquestra Guitarrística (RN)
Local: Praça Sérgio Pacheco – Palco Conexão Vivo
Entrada Gratuita

Mais informações: www.conexaovivo.com.br/jambolada

Conexão Vivo
Assim como o Festival Jambolada, dezenas de projetos musicais de todo o país fazem parte do Programa Conexão Vivo, que reúne shows, festivais independentes, gravação de CDs e DVDs, produção de videoclipes, programas de rádio, oficinas e seminários que compõem uma rede nacional e permanente de atividades culturais envolvendo artistas, gestores e produtores culturais, iniciativas públicas e privadas.

O Conexão Vivo realiza ao longo do ano um circuito próprio de eventos onde toda essa diversidade de ações acontece conjuntamente. Além disso, o programa também está presente em muitas das mais importantes iniciativas da cena musical brasileira, seja com o patrocínio de projetos ou parcerias artísticas em eventos de destaque no calendário nacional, e outros festivais independentes.

A construção e articulação de redes culturais nacionais, em diferentes segmentos artísticos, é o foco da Política Cultura da Vivo, que tem no Conexão Vivo uma de suas principais iniciativas. Detalhes sobre as outras linhas de atuação e sobre as formas de participação nos Programas Culturais Vivo estão disponíveis no www.vivo.com.br/cultura. E para saber mais sobre o Conexão Vivo, acesse o portal www.conexaovivo.com.br.

Tags: , , , , , , , , ,


Sobre o Autor

Criadora do Espalha Fato. Viciada em séries como The Good Wife e Will and Grace, além de milhares atuais. Fã dos anos 80, suas músicas e clássicos do cinema. Fotografa, blogueira e desenhista por paixão. Web Design por formação.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑