Ezequiel Palacios sacando de um saltador durante uma partida em Tóquio 2020

EO protagonista desta história tomou o melhor time do vôlei argentino que acabou transcendendo todos os meios de comunicação do país. Como um grupo de adolescentes e até um medalhista olímpico mostraram que na vida, assim como no esporte, nem tudo está perdido. Um facto negativo e comum num país como a Argentina que teve uma reacção inesperada, deixando uma mensagem de esperança.

A história do roubo de Thiago

Tudo começa com Thiago, um adolescente que joga vôlei na cidade de Ferro com um grupo excepcional de jovens atletas. Para ajudar a família, o menino trabalha há alguns meses em uma geladeira.. Uma renda econômica que Ele também conseguiu comprar alguns calçados básicos para continuar aproveitando sua paixão pelo vôlei.

Foi em uma viagem quando ele estava indo para o trabalho quando no ponto de ônibus ele iria parecer surpreso. Alguns criminosos o roubavam e exigiam que ele lhes entregasse todos os pertences da mochila que carregava. entre aqueles que estavam seus valiosos tênis isso lhe custou muito esforço para ter. Além de outros itens como roupas, fones de ouvido… e não deixaram nada para o jovem.

A reação do medalhista olímpico Ezequiel Palacios

Normalmente esses eventos de banditismo não costumam ter muitas reações, acabam dando em nada e com o infeliz protagonista sem seus bens roubados. Embora este não fosse o caso. Fernanda, mãe de Thiago e de seus outros três irmãos menores, conversou com os contatos do WhatsApp do filho para evitar qualquer possibilidade de golpe no celular roubado do filho. Enquanto isso, seus companheirossem ele saber, Eles começaram a juntar dinheiro para tentar comprar tênis novos para ele.

Pedrojogador de um dos times rivais de Tiago, ele contou o que aconteceu com seu paio jogador de vôlei Santiago Darraidou, ex-jogador da seleção argentina de vôlei, jogador olímpico e de copas do mundo que contatou a mãe do protagonista desta história. Embora ela não tenha sido a única ligação que ele fez, já que também contatou Ezequiel Palacios, um dos jogadores argentinos que conquistou o bronze em Tóquio 2020. O jogador do Montpellier, onde joga nesta temporada, Resolvi comprar uns tênis para ele e mandar para ele.

Ezequiel Palacios sacando de um saltador durante uma partida em Tóquio 2020

Um final feliz para Thiago

Pedro Darraidou vinha informando tudo aos integrantes da equipe do Ferro. E já no treino de segunda-feira, seus companheiros com a ajuda do treinador se reuniram um pouco mais cedo do que o normal., onde Thiago também participou. Foi naquele momento em que Deram-lhe uma bolsa que continha os lindos tênis que ele descobriu segundos depois e que logo usou pela primeira vez.. “Não acredito”, disse o jovem enquanto colocava as mãos na cabeça. Uma história que terminou com o nome do menino cantado pelos colegas e o sorriso do jovem jogador de vôlei.



Fuente