captura de tela de um vídeo que mostrou o colega fotógrafo Ahmed Matar,

O correspondente Ismail Abu Omar e o cinegrafista Ahmad Matar em estado grave foram levados às pressas para o Hospital Europeu.

Dois jornalistas, incluindo um repórter da Al Jazeera, foram feridos num ataque israelita a norte de Rafah, no sul de Gaza.

A condição do correspondente árabe da Al Jazeera, Ismail Abu Omar, e do seu cinegrafista Ahmad Matar foi descrita como grave e ambos foram transferidos para o Hospital Europeu de Gaza, em Khan Younis, para tratamento na terça-feira.

Abu Omar teve a perna direita amputada, mas pedaços de estilhaços permanecem na cabeça e no peito. Os médicos estão tentando salvar sua perna esquerda. Ele está atualmente em cirurgia após sofrer perda significativa de sangue devido a um possível corte na artéria femoral.

Os dois jornalistas foram atingidos por um ataque de drone israelense na área de Miraj, ao norte da cidade de Rafah.

O médico Muhammad al-Astal, médico de emergência do Hospital Europeu de Gaza, disse que a vida de Abu Omar estava em risco devido aos ferimentos graves.

Ahmed Matar, que acompanhava o correspondente da Al Jazeera Ismail Abu Omar, no hospital (Screengrab/Sanad)

Reportando de Rafah, Hani Mahmoud da Al Jazeera disse que esta é outra tragédia que atinge jornalistas que tentam cobrir A guerra de Israel em Gaza.

“Eles estavam no terreno documentando as condições de vida das famílias palestinianas deslocadas naquela área específica e documentando o horror que experimentaram e viveram nas últimas 24 horas, quando ataques aéreos massivos atingiram grandes partes da cidade de Rafah, onde perto de 100 pessoas foram mortas”, disse ele.

“Eles foram alvo direto de um míssil disparado de um drone.”

O Gabinete de Comunicação Social do Governo em Gaza denunciou o “ataque contra a equipa do canal Al Jazeera pela quinta vez”, num ataque que disse ter sido “deliberado”.

“Este ataque enquadra-se no quadro da intimidação de jornalistas”, afirmou, para impedir a cobertura mediática da ofensiva militar em Gaza.

Pelo menos 126 jornalistas foram mortos em Gaza desde 7 de Outubro, enquanto 10 jornalistas foram presos, segundo dados do governo.

Fuente