Para matar um tigre

Depois que seu filme inovador “Atlantics” chamou a atenção em 2019, a cineasta Mati Diop voltou a receber elogios com “Dahomey”, que acaba de sair vitorioso como vencedor do Urso de Ouro de 2024 no Festival de Cinema de Berlim.

O olhar incisivo de Diop sobre o colonialismo, que dura 67 minutos, aumenta sua reputação como uma das luzes mais brilhantes do cinema global, e superou os vencedores do prêmio do júri de Silver Beay, “A Traveller’s Needs” e “The Empire”, para o prêmio principal, apesar de esses filmes serem dirigido pelas sensações globais Hong Sangsoo e Bruno Dumont, respectivamente.

Nas categorias de atuação, Sebastian Stan ganhou prêmios importantes por seu trabalho anunciado como ator profundamente imerso em “A Different Man”, de Aaron Schimberg, enquanto a veterana e indicada a vários Oscars, Emily Watson, recebeu elogios coadjuvantes por seu trabalho na elegia histórica das lavanderias Madalena. “Small Things Like These”, no qual ela contracena com Cillian Murphy e Eileen Walsh.

O júri da competição deste ano foi liderado pela vencedora do Oscar Lupita Nyong’o e incluiu Brady Corbet, Christian Petzold, Albert Serra, Anny Hui, Jasmine Trinca e Oksana Zabuzhko,

Abaixo está a lista completa dos vencedores do Festival de Cinema de Berlim:

Competição Principal

  • Urso de Ouro: “Daomé”, Mati Diop
  • Grande Prêmio do Júri Urso de Prata: “As necessidades de um viajante”, Hong Sangsoo
  • Prêmio Urso de Prata do Júri: “O Império”, Bruno Dumont
  • Urso de Prata de Melhor Diretor: “Pepe”, Nelson Carlos De Los Santos Arias
  • Urso de Prata de Melhor Performance Principal: “A Different Man”, Sebastian Stan
  • Urso de Prata de Melhor Performance Coadjuvante: “Small Things Like These”, Emily Watson
  • Urso de Prata de Melhor Roteiro: “Dying”, Matthias Glasner
  • Urso de Prata por Contribuição Artística Extraordinária: “The Devil’s Bath”, Martin Gschlacht, fotografia

Vencedores dos encontros:

  • Melhor Filme: “Ação Direta”, Guillaume Cailleau e Ben Russell
  • Melhor Diretor: “Cidade; Campo”, Juliana Rojas
  • Prêmio Especial do Júri: “O Grande Bocejo da História”, Aliyar Rasti; “Um pouco de chuva deve cair”, Qiu Yang

Vencedores do documentário:

  • Melhor Documentário: “No Other Land”, Basel Adra, Hamdan Ballal, Yuval Abraham, Rachel Szor
  • Menção Especial em Documentário: “Ação Direta”, Guillaume Cailleau e Ben Russell

Vencedores do Shorts da Berlinale:

  • Urso de Ouro: “Uma reviravolta estranha”, Francisco Lezama
  • Urso de Prata: “Restos do Dia Quente”, Wenqian Zhang
  • Menção especial: “Isso é tudo de mim”, Eva Könnemann

Fuente