Giannis Antetokounmpo derruba o líder do Oeste e dá uma folga ao Bucks

Nou os melhores momentos correm no Milwaukee Bucks. Depois de um verão de mudanças radicais, em que entregaram seu DNA dos últimos anos (guerreiro, defesa imensa) ao trocar Jrue Holiday pelo superastro Damian Lillard, as coisas não estão funcionando como deveriam. Adrian Griffin saiu do banco para o time de Wisconsin, Doutor Rivers chegou. Mas nada mudou muito. Foram para o All-Star com incógnitas e voltam, pelo menos, com um pouco mais de certeza. Depois de vencer na quadra do melhor time do Oesteos Minnesota Timberwolves (107-112).

Antetokounmpo tenta manter a posse de bola.LAPRESSE

Eles precisavam disso. Não mais pela classificação, pois com 36 vitórias e 21 derrotas está em terceiro lugar no Oeste, atrás de Boston Celtics e Cleveland Cavaliers. Sim, pelo estado emocional de todos, a começar por Giannis Antetokounmpo que foi, como quase sempre, o mais destacado. 33 pontos (9/13 no TC e 14/21 no TL), 13 rebotes e 5 assistências. Além de ter um bom Lillard.

Lillard apareceu, fundamentalmente, na reta final. O Bucks parecia estar em grande forma depois de uma ótima atuação no jogo (91-74, 40′). Mas os Lobos mantiveram o jogo. Karl-Anthony Towns acertou duas cestas de 3 pontos, Anthony Edwards intensificou o jogo e marcou mais duas no minuto final. Era necessária uma reação do Bucks, que veio depois de uma grande jogada de Antetokounmpo com Jae Crowder, e ‘Dame Time’.

Antetokounmpo ataca o aro.LAPRESSE

Lillard deixou dois detalhes de extrema beleza estética, mas também de extrema importância. Uma cesta de três pontos, quase caindo, para afastar os Lobos. E nos últimos segundos, uma ótima suspensão lateral. Ele soma 102 pontos no tempo de embreagem, que inclui os últimos cinco minutos de jogo quando o placar é igual ou inferior a cinco pontos. O quarto melhor da NBA.

Há altos e baixos… tudo mudou

Giannis Antetokounmpo

Vital. Junto com Antetokounmpo, que está atrás de LeBron o jogador com mais jogos (112 de 117) com pelo menos 30 pontos, 10 rebotes e 5 assistências. E uma trégua clara. “Há altos e baixos. Tudo mudou. O dono, o treinador mudou. Depois outro treinador. E os craques”, disse o grego.



Fuente