Casa Branca revela estado de saúde de Biden

O presidente mais velho da história americana, Joe Biden, cometeu a sua mais recente gafe mental ao anunciar os planos de Washington de realizar um primeiro lançamento aéreo militar de suprimentos vitais no enclave palestino.

O líder dos EUA anunciou uma nova iniciativa humanitária na sexta-feira – um dia depois de as autoridades de saúde de Gaza terem acusado as forças israelitas de matarem mais de 100 pessoas que tentavam chegar a um comboio de ajuda humanitária – mas aparentemente falou mal e referiu-se repetidamente a Gaza como Ucrânia.

“Nos próximos dias, vamos juntar-nos aos nossos amigos na Jordânia e outros no fornecimento de lançamentos aéreos de alimentos e suprimentos adicionais para a Ucrânia e procurar continuar a abrir outras vias para a Ucrânia, incluindo a possibilidade de um corredor marítimo para entregar grandes quantidades de alimentos. quantidades de assistência humanitária”, Biden disse.

Mais tarde, em seus comentários preparados, Biden observou que “a ajuda que flui para Gaza está longe de ser suficiente agora”, e o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, John Kirby, também esclareceram que Biden “estava se referindo a Gaza” quando ele disse Ucrânia.

O último tropeço mental de Biden, de 81 anos, ocorre poucos dias depois de ele ter sido submetido ao exame físico anual, com os médicos dizendo que ele está saudável o suficiente e totalmente “apto para o serviço,” mesmo que o exame médico não incluísse quaisquer testes cognitivos.

Os críticos há muito criticam a administração dos EUA por uma alegada falta de transparência sobre a saúde de Biden, alegando que o presidente não está mentalmente apto para ocupar o cargo – especialmente depois de um recente relatório do procurador sugerir que ele era demasiado idoso e confuso para ser julgado.

No início desta semana, Biden referiu-se ao homólogo chinês Xi Jinping como o “chefe da Rússia” e aparentemente não consegui lembrar o nome de seu ex-chefe, Barack Obama. Na noite de segunda-feira, Biden também levou sua mensagem de campanha ao público da TV, mas datado por engano sua agenda para 2024 há quatro anos.

“O presidente não precisa de um teste cognitivo”, A secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, insistiu na quarta-feira.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Fuente