Donald Trump afirma que sua presidência salvou o mundo do 'holocausto nuclear'

Daniels tempestuoso revelou detalhes mais chocantes sobre sua experiência de 2006 com o ex-presidente Donald Trump em um novo documentário.

A estrela de cinema adulto afirmou anteriormente que foi uma experiência consensual, mas agora alega que Trump na verdade a encurralou e transou com ela em seu quarto de hotel.

No documentário, Daniels compartilhou que ainda se culpa por não ter fechado Trump. Os novos detalhes surgem em meio à confirmação de Trump como candidato republicano para as próximas eleições presidenciais dos EUA.

Stormy Daniels lançou um novo documentário sobre sua experiência com Donald Trump

MEGA

Em um novo documentário sobre seu encontro sexual em 2006 com o ex-presidente dos EUA, Donald Trump, Stormy Daniels está revelando mais detalhes sobre o que supostamente aconteceu. O documentário intitulado “Stormy” estreia no Peacock em 18 de março e apresenta Daniels alegando que Trump a encurralou e transou em seu quarto de hotel.

O documentário de quase duas horas, produzido por Erin Lee Carr e dirigido por Sarah Gibson, traz entrevistas com grandes nomes de Hollywood como Seth Rogen e Jimmy Kimmel e vários familiares e amigos de Daniels.

Há também depoimentos de jornalistas como Olivia Nuzzi e Denver Nicks, que começaram a namorar Daniels enquanto trabalhavam juntos no projeto.

Em “Stormy”, a estrela de cinema adulto compartilhou detalhes do período anterior ao seu fatídico encontro com Trump e os resultados de seu processo. Isto inclui o alegado Pagamento em dinheiro silencioso de $ 130.000que foi relatado pela primeira vez pelo Wall Street Journal. Os promotores afirmam que Trump pagou o acordo a Daniels para acalmá-la pouco antes da eleição presidencial de 2016.

O dinheiro do acordo acabou sendo usado contra Trump em um processo federal por falsificação de registros comerciais. O empresário foi indiciado porque os promotores alegaram que o pagamento fazia parte de seu esquema de “pegar e matar”. Trump negou diversas vezes conhecer Stormy ou tê-la pago, mas seu ex-advogado, Michael Cohen, testemunhou sob juramento que Trump ordenou o pagamento.

Stormy Daniels afirma que Donald Trump a encurralou e a atropelou

Pesquisas no Pornhub sobre a estrela de cinema adulto Stormy Daniels aumentam após a prisão do ex-presidente Donald Trump
MEGA

Durante uma entrevista de 2018 no programa “60 Minutes” da CBS, Daniels compartilhou sua versão do suposto encontro sexual com Trump. Na época, ela afirmou que foi totalmente consensual, mas no novo documentário ela disse que na verdade era muito diferente de sua história inicial.

De acordo com Los Angeles TimesDaniels afirmou que após o primeiro encontro em seu quarto de hotel ela usou brevemente o banheiro e quando saiu o magnata dos negócios a encurralou.

Stormy disse: “Não me lembro como fui para a cama, e a próxima coisa que sei é que ele estava se afastando e me dizendo o quão incrível eu era. Foi terrível. Mas eu não disse não.”

Mais tarde no documentário, Daniels esclareceu que ainda insiste que Trump não a estuprou porque ela nunca disse não ou o afastou.

Ela observou: “Mas eu não disse não porque tinha 9 anos de novo”. Daniels usou isso para fazer referência à sua experiência de abuso sexual por parte de um vizinho quando criança, que ela havia revelado anteriormente em seu livro de memórias “Full Disclosure”.

A estrela do cinema adulto se culpa parcialmente pela experiência

A estrela pornô Stormy Daniels pede para mudar legalmente o nome após o escândalo de Trump
MEGA

No novo documentário, Daniels revelou que ainda se culpa por não ter dito não a Trump e tem tido dificuldade em seguir em frente.

Ela disse: “Até hoje, eu me culpo e não me perdoei porque não o desliguei naquele momento, então talvez faça-o fazer uma pausa antes de tentar fazer isso com outra pessoa”.

A estrela de cinema adulto também disse que se sente “parcialmente responsável” por todas as mulheres que Trump poderia ter agredido depois dela. O político enfrentou uma série de acusações nos anos anteriores e depois de Daniels revelar pela primeira vez as acusações da ex-modelo Amy Dorris e da escritora Natasha Stoynoff.

O lançamento do novo documentário de Daniels ocorre logo após a Super Terça, que aparentemente confirmou a chapa de Trump como candidato republicano para as próximas eleições presidenciais contra Joe Biden. Sua última adversária na chapa, Nikki Haley, anunciou oficialmente o fim de sua campanha.

Donald Trump e autoridades políticas vistos no lobby da Trump Tower em Nova York
MEGA

Trump respondeu agora ao novo documentário de Daniels através de um porta-voz da campanha, Steven Cheung.

De acordo com LA Timesele disse: “A única coisa em que se pode confiar em Stormy Daniels é que mudará sua história quando houver dinheiro para ganhar. Ela já perdeu enormemente no tribunal e deve ao presidente Trump mais de US$ 600.000 por difamá-lo – nenhum dos quais ela pagou”.

Cheung acrescentou: “Ela NUNCA disse a verdade sobre o presidente Trump, e este ‘documentário’ é simplesmente uma última chance, uma sequência de fantasia de baixo orçamento para uma pseudo-celebridade que já existiu. Ela mais uma vez se expôs a uma tremenda responsabilidade legal e em breve será responsabilizada.”

Stormy Daniels disse que tem sido assediada e ameaçada desde então

A estrela pornô Stormy Daniels pede para mudar legalmente o nome após o escândalo de Trump
MEGA

No novo documentário, Daniels também falou sobre o tratamento que recebeu desde que acusou Trump pela primeira vez.

Ela disse que foi fortemente assediada e recebeu ameaças tão violentas que causou medo de que ela ou sua filha pudessem realmente ser prejudicadas.

A autora também falou sobre sua experiência com seu advogado anterior, Michael Avenatti, que foi condenado por roubar os lucros do livro de Daniels há dois anos.

Avenatti chegou a recorrer da condenação do tribunal, mas na quarta-feira foi confirmado por unanimidade por um tribunal federal de apelações.

Independentemente do tratamento negativo que recebeu, Daniels diz que se recusa a ficar calada sobre a sua experiência com Trump e como o sistema de Justiça falhou com ela.

Ela disse: “Estou aqui hoje para contar minha história, e mesmo que eu mude a opinião de algumas pessoas, tudo bem. Se não, então pelo menos minha filha pode olhar para trás e saber a verdade.”

Fuente