TR

O agricultor venezuelano Juan Vicente Perez Mora faleceu dois meses antes de completar 115 anos

O homem mais velho do mundo, Juan Vicente Perez Mora, morreu aos 114 anos na terça-feira na Venezuela, segundo autoridades locais.

O agricultor aposentado tornou-se o homem vivo mais velho em 2020 e foi oficialmente reconhecido como tal pelo Guinness World Records em 2022, quando tinha 112 anos.

Perez morreu dois meses antes de completar 115 anos no estado venezuelano de Táchira, segundo o governador Freddy Bernal.

“Nosso querido Juan Vicente Perez Mora, hoje com profunda tristeza e dor nos despedimos de você, daquele arquétipo de homem táchira, humilde, trabalhador, pacífico, entusiasta da família e da tradição”, Bernal escreveu no X (antigo Twitter).

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, comentou seu falecimento, dizendo: “Juan Vicente Perez Mora transcendeu para a eternidade aos 114 anos.”

Perez nasceu na cidade de El Cobre, no estado andino de Táchira, em 27 de maio de 1909 e foi o nono de dez filhos. O agricultor, conhecido como Tio Vicente, começou a trabalhar aos cinco anos com o pai e os irmãos, ajudando na colheita da cana-de-açúcar e do café, segundo comunicado de 2022 do Guinness World Records.

Enquanto ainda trabalhava na agricultura, Perez tornou-se xerife em Caricuena em 1948 e foi responsável pela resolução de disputas de terras e familiares durante dez anos, disse o Guinness.

Pai de 11 filhos, em 2022 tinha 42 netos, 18 bisnetos e 12 tataranetos.

Seu segredo para uma vida longa, de acordo com o Guinness World Records, era “trabalhe muito, descanse nos feriados, vá para a cama cedo, beba um copo de aguardente todos os dias, ame a Deus e leve-o sempre no coração”.

Atualmente a pessoa viva mais velha do mundo é Maria Branyas Morera, que comemorou seu 117º aniversário na Catalunha, Espanha, no mês passado.

A pessoa mais velha de todos os tempos foi a francesa Jeanne Calment, que viveu até os 122 anos e morreu em 1997, segundo o Guinness.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Fuente