CLEVELAND, OHIO - 17 DE JANEIRO: Giannis Antetokounmpo do Milwaukee Bucks assiste do banco durante o quarto período contra o Cleveland Cavaliers no Rocket Mortgage Fieldhouse em 17 de janeiro de 2024 em Cleveland, Ohio.  Os Cavaliers derrotaram o Bucks por 135-95.  NOTA AO USUÁRIO: O Usuário reconhece e concorda expressamente que, ao baixar e/ou usar esta fotografia, o Usuário está concordando com os termos e condições do Contrato de Licença da Getty Images.

(Foto de Jason Miller/Getty Images)

O Milwaukee Bucks conquistou uma importante vitória por 104-91 sobre o Boston Celtics, que tem o melhor histórico da NBA, na terça-feira, o que lhes permitiu garantir oficialmente uma vaga nos playoffs.

No entanto, eles tiveram que passar por um momento assustador quando o superastro Giannis Antetokounmpo sofreu uma lesão na perna sem contato.

Ele foi diagnosticado com uma distensão na panturrilha e, de acordo com Shams Charania, ele perderá os três últimos jogos do time na temporada regular.

O Bucks está atualmente em segundo lugar na Conferência Leste com um recorde de 48-31, e está tentando afastar o New York Knicks, que está em terceiro lugar com uma marca de 47-32.

Seus últimos três jogos não serão fáceis – eles enfrentam o Orlando Magic, que atualmente tem o quarto cabeça-de-chave no Leste, duas vezes, e também enfrentará o Oklahoma City Thunder, que está lutando pelo primeiro lugar na Conferência Oeste, em a estrada.

Durante toda a temporada, Milwaukee teve um desempenho muito inferior, apesar da adição de Damian Lillard no verão passado, e isso tem sido uma fonte de consternação para seus fãs.

A equipe ocupa apenas 19º lugar na classificação defensiva e não consegue cestas fáceis suficientes, já que está apenas em 23º lugar em pontos de contra-ataque por jogo.

Pelo lado positivo, o Bucks empatou com o Boston por 2 a 2 na série da temporada, o que sugere que eles deveriam ter pelo menos uma chance de perturbá-los na hora dos playoffs.

Mas lidar com a lesão de Antetokounmpo é a primeira tarefa neste momento, e as distensões nos gémeos têm de ser tratadas com cuidado.

A última coisa que o Bucks quer é repetir o que aconteceu com Kevin Durant, que sofreu uma distensão na panturrilha durante os playoffs de 2019, mas voltou um mês depois nas finais da NBA e imediatamente rompeu o tendão de Aquiles.


PRÓXIMO:
Stephen A. Smith diz que Bucks deveria estar “incrivelmente preocupado” com Star



Fuente