Rebel Moon Parte 2 Estrelas Sofia Boutella e Michiel Huisman falam sobre o romance e a redenção do Scargiver

Resumo

  • A jornada de Kora pela redenção se aprofunda
    Rebel Moon Parte 2: O Scargiver
    enquanto ela enfrenta a traição e confronta seu trauma passado.
  • Sofia Boutella brilha com profundidade emocional em sua atuação, mostrando a luta de Kora pelo perdão e sua luta pela causa certa.
  • A sequência investiga temas de redenção, catarse e rebelião, enquanto Kora e os rebeldes enfrentam segredos obscuros e se preparam para a batalha.
VÍDEO ROTEIRO DO DIA

ROLE PARA CONTINUAR COM O CONTEÚDO

Kora continua sua busca pela redenção em Rebel Moon Parte 2: O Scargiver. Depois de ser traída por Kai, derrotar Noble e ter sua identidade revelada ao seu antigo mentor, Kora está ainda mais determinada e desesperada para ajudar os aldeões que ela prometeu proteger em Veldt. Enquanto o grupo desorganizado de rebeldes deve decidir se irão se apresentar e se tornar os heróis que essas pessoas precisam, eles são assombrados por segredos obscuros de seu passado.

Sofia Boutella foi destaque no primeiro Lua Rebelde filme, mas Rebel Moon Parte 2: O Scargiver mostra não apenas suas habilidades físicas como atriz, mas a profundidade de seu desempenho emocional e pathos. Zack Snyder, a mente por trás da franquia, dá vida a outra parte incrível de seu épico de ficção científica com temas de redenção, catarse e rebelião em seu núcleo. A sequência se aprofunda na tradição do Império e do Mundo Materno através do trauma de seu passado de Kora.

Fonte

Harmada de Rebel Moon explicada: o que é a Mulher Aranha e quem a interpreta no filme de Zack Snyder

Rebel Moon – Parte Um: A Child of Fire apresenta uma mulher aranha cuja história comovente é ofuscada por seu desejo de vingança.

Discurso de tela entrevistado Rebel Moon Parte 2: O Scargiver estrela Sofia Boutella e Michiel Huisman sobre seus arcos na sequência. Boutella discutiu a busca de Kora pela redenção das trevas de seu passado e provocou o romance com Gunnar. Huisman explicou como ele se conectou com Gunnar.

Sofia Boutellla Wdnt fez uma jornada para entender sua personagem rebelde da lua, Kora

Imagem via Netflix

Embora a busca de redenção de Kora tenha sido a motivação por trás de suas ações em Lua Rebelde Parte Umela também estava tentando ativamente manter escondida a verdade sobre seu passado. Agora que o segredo foi revelado, ela está mais forte em sua convicção e mais determinada a usar as habilidades que aprendeu como soldado do Império para derrotar o Mundo Mãe, finalmente lutando pelo lado certo.

Sofia Boutella: Eu li o roteiro e lembro-me de ter pensado que queria falar com Zack porque pensei: “Como faço para perdoar minha personagem por ter feito o que ela fez; o que descobrimos na Parte Dois?” Porque não consegui encontrar nenhuma peça literária ou qualquer outro filme onde pudesse encontrar algo semelhante que tivesse acontecido. Eu não sabia o que fazer com isso porque a busca de Kora é pela redenção no filme, tanto Um quanto Dois.

Eu tive que voltar e conversar com Zack várias vezes, e então entendi todo o conceito de sofrer uma lavagem cerebral e não ter escolha e ter a influência de pessoas que estão dizendo repetidamente que você está fazendo a coisa certa a levou a realmente cometer esse erro. Mas de qualquer forma, para mim, também o que retiro da experiência é apenas ter tido a oportunidade de poder estar num set que está na escala de Rebel Moon, que veio diretamente da mente e da imaginação de Zack. Isso é algo que guardarei para sempre.

Gunnar entra em cena Lua Rebelde Parte Dois depois de encontrar coragem no primeiro filme. No entanto, embora ele seja movido pela necessidade de proteger sua comunidade depois de colocá-la em perigo antes, há outra razão mais pessoal para sua bravura, que Boutella sugeriu.

Michiel Huisman: Aprender a cultivar foi uma das poucas coisas que eu realmente pude agarrar e trabalhar para me aproximar um pouco mais do personagem. Mas também ele foi talvez um dos personagens mais identificáveis. Ele é um cara tranquilo. Sou um cara tranquilo, mas quando ele é realmente posto à prova, ele é muito heróico. Foi muito divertido interpretar um personagem que passa por tanta transformação ao longo de duas partes. O que estou muito animado para o público ver é que o relacionamento entre Gunnar e Kora se aprofunda na Parte Dois.

Sofia Boutella: É bom ver um pouco de romance em meio a tanta guerra. Acho que é uma boa lufada de ar fresco e reconfortante.

Michiel Huisman: Equilibra a luta.

O desejo de redenção de Kora começou muito antes de ela assumir esta missão com a autoflagulação e a necessidade de apoiar esta comunidade sendo a primeira forma como isso foi demonstrado em Lua Rebelde Parte Um. Seu segredo sendo revelado e ficando cara a cara com seu passado finalmente forçou Kora a confrontar completamente quem o Império a criou e lutar ativamente contra ele e contra eles em nome da redenção pessoal – e de uma causa mais honrosa.

Sofia Boutella: Penso que, em última análise, se reconhecermos o nosso erro, todos têm direito a algum aspecto da redenção, se não à redenção total. É aquela busca pelo perdão. Eu acho que Kora, quando você a conhece no filme Um, ela literalmente se pune quando você a vê trabalhando nas horas extras quando Gunnar chega e pede que ela diga para ela vir comer. Ela continua trabalhando e está procurando por isso.

Acho que é tão triste que o Império desça para lutar contra todo mundo e roubar o que temos, o que os Veldtains têm. É basicamente a oportunidade para Kora encontrar a redenção, porque de repente ela foi capaz de realmente fazer a coisa certa e só então ela poderia se perdoar, porque ela realmente está fazendo algo que é certo pela primeira vez. A agricultura não era suficiente. Ela teve que ir ao site pela causa certa desta vez.

Sobre Lua Rebelde Parte 2

Rebel Moon Part Two: The Scargiver’ continua a saga épica de Kora (Sofia Boutella) e dos guerreiros sobreviventes enquanto se preparam para sacrificar tudo, lutando ao lado do bravo povo de Veldt, para defender uma vila outrora pacífica, uma nova pátria para aqueles que perderam os seus na luta contra o Mundo Mãe. Na véspera da batalha, os guerreiros devem enfrentar as verdades de seu próprio passado, cada um revelando por que lutam. À medida que toda a força do Reino ataca a rebelião crescente, laços inquebráveis ​​são forjados, heróis emergem e lendas são criadas.

Confira nossos outros Lua Rebelde Parte Dois entrevistas aqui:

  • Zack Snyder
  • Ed Skrein e Fra Fee
  • Djimon Hounsou, Staz Nair e Elise Duffy


Lua Rebelde Parte Dois

estreará na Netflix em 19 de abril.

Fonte: Screen Rant Plus

Lua Rebelde – Parte Dois: O Scargiver

Rebel Moon: Part Two – The Scargiver é a segunda parte do épico de ficção científica de Zack Snyder e continuará a história onde o filme anterior termina. Existem poucos detalhes sobre o projeto além de seu lançamento em abril de 2024.

Data de lançamento
19 de abril de 2024
Estúdio(s)
Grand Electric, a pedreira
Distribuidor(es)
Netflix
Elenco
Sofia Boutella, Charlie Hunnam, Jena Malone, Anthony Hopkins, Cary Elwes
Tempo de execução
122 minutos

Fuente