Oshae Brissett #12 do Boston Celtics comemora depois de acertar um arremesso de três pontos contra o Detroit Pistons durante o segundo tempo no TD Garden em 18 de março de 2024 em Boston, Massachusetts.  Os Celtics derrotaram os Pistons por 119-94.

(Foto de Maddie Meyer/Getty Images)

O Miami Heat e o Boston Celtics não se gostam.

Essa rivalidade remonta à era Paul Pierce – LeBron James e só piorou desde a saída de ambos.

A equipe de Erik Spoelstra geralmente leva a melhor sobre o Celtics, independentemente de sua classificação nos playoffs, de seu histórico ou de quem está em quadra.

Desta vez, porém, o Celtics pode ter uma enorme vantagem sobre os seus rivais mais odiados na Conferência Leste.

É por isso que Oshae Brissett, do Celtics, não hesitou em agitar o pote antes do jogo 1 da primeira rodada.

Conforme mostrado por Adam Taylor no Twitter, Brissett criticou os fãs do Heat por gritarem “Queremos o Celtics” durante a vitória do torneio Play-In sobre o Chicago Bulls, afirmando que eles continuariam a conversa após a primeira rodada.

O Celtics tem o time mais talentoso e talentoso de toda a liga no momento e teve o melhor histórico da Associação por uma margem considerável.

Além disso, o Heat não poderá contar com Jimmy Butler, que foi diagnosticado com uma lesão no ligamento colateral medial, e Terry Rozier também pode ficar de fora por algum tempo.

Por outro lado, Spoelstra é um dos melhores treinadores do jogo, e o Heat mostrou ser um time completamente diferente assim que chega a pós-temporada, então o Celtics não pode se dar ao luxo de ignorá-los de forma alguma, e eles precisam ter certeza para fazer uma declaração no início e com frequência nesta série.

Os Celtics são candidatos ao título, e qualquer coisa que não seja uma viagem às finais da NBA deve ser considerada um fracasso.


PRÓXIMO:
Jaylen Brown envia uma mensagem clara antes do confronto com o Heat



Fuente