A organização da orgia Viña Rock: “A Espanha é um país sexofóbico”

eua organização de uma orgia no âmbito do festival de música A rocha estava chegando Ele ganhou inúmeras manchetes. Barum dos responsáveis ​​por esta iniciativa, falou perante os jornalistas para deixar clara a sua posição e criticar tanto os meios de comunicação social como a duplicidade de critérios do país, como afirmou. “A Espanha é um país profundamente sexófobo”explicou.

Bar Ele ficou chateado com “a forma como trataram a questão, por ódio e medo”. “Eles criaram um clima de tensão ao tirar do contexto a programação que havíamos enviado nas redes sociais. Neste festival, como em todos eles, sabemos que drogas, vida noturna, sexo…”, comentou em um tom sério. antes dos microfones.

Critica que sexo é “tabu”

Bar lamentou que a sociedade atual, segundo os seus critérios, não queira tratar o sexo com transparência e naturalidade: “Preferimos que seja um tabu e o que o tabu gera precisamente é a clandestinidade. É aí que acontecem coisas que você não ousa contar depois.. “Queremos foder, mas queremos foder em um contexto onde não seja violento.”

O responsável pela iniciativa tem insistido que o que pretende é “estar num ambiente seguro para foder”. Para conseguir isso, ele afirmou Bar, o sexo deve ser falado sem filtros. “É por isso que temos que abrir aquele melão. Se as pessoas podem estar falando sobre quantos gramas colocaram esta noite, mas não sobre sexo, é porque Vivemos em um país profundamente sexófobo.“ele argumentou.

Bar destacou que ele poderia estar falando sobre “o número de violações” que acontecem no A rocha estava chegando “para o qual não há remédio.” “Eu poderia estar comentando muitas coisas, mas a mídia quer morbidade e a morbidade é que colocamos no cartaz: orgia. Recebemos ameaças, extorsões e mensagens de que viriam aqui para nos dar um chute na cabeça só por querer foder”, refletiu.

Discussão com Ana Rosa Quintana

O programa de Ana Rosa Quintana entrevistou ao vivo Barum dos organizadores da orgia de A rocha estava chegando. Nas suas declarações à comunicação social, descreveu Ana Rosa como manipuladora e ela lembrou-lhe isso durante a entrevista. “Aqui está o manipulador”, transmitiu o apresentador ao Bar. “Boa tarde, manipulador”, respondeu ele.

Ana Rosa QuintanaAlém disso, ele se lembrou de seu colega, Susana Grisoa quem Bar criticou duramente: “Acho que você deveria pedir perdão a ele.” O organizador da orgia Viña Rock insistiu que ela lhe parecia manipuladora e então Ana Rosa decidiu cortar a ligação: “Eu tenho mais educação que você e vou ignorar o que você parece para mim”.



Fuente