Megyn Kelly é Ronna McDaniel

“Durante anos, fui advogado pessoal de um homem notoriamente mau. Resolvi seus problemas, tanto profissionais quanto pessoais, ganhando poder, riqueza e notoriedade para mim no processo. E eu paguei o preço por isso”, diz Michael Cohen, ex-conselheiro de Donald Trump, em um vídeo de “The Fixer”, um reality show que ele está comprando para estúdios e streamers.

“Desde então, tenho estado numa jornada de redenção, trabalhando para acertar as coisas com a minha família, os meus amigos, o meu país, falando a verdade ao poder e chamando-o como eu o vejo”, continua ele. “Agora estou pagando adiante, utilizando as ferramentas que aprendi para pessoas comuns em apuros.”

“O garotinho geralmente não tem acesso a pessoas com meu conjunto específico de habilidades. Mas tudo isso está prestes a mudar. Trabalharei com você, oferecendo experiência, conselhos e soluções para solucionar seus problemas. Juntos mudaremos sua vida”, conclui Cohen. “Eu sou seu consertador.”

O clipe parece ser um riff do programa de sucesso de seu ex-chefe, Trump “O Aprendiz.”

Cohen disse que está trabalhando no programa com Colin Whelan da Conveyor Media, cujos créditos anteriores incluem “Joe Exotic: Tigers, Lies and Cover-Up” para Investigation Discovery, “Cooking On High” para Netflix e “Bargain Mansions” para HGTV. A Conveyor Media não respondeu ao pedido de comentários do TheWrap.

O ex-advogado Cohen, antes conhecido como o “pit bull” de Trump, tomou posição no tribunal de Donald Trump julgamento criminal de dinheiro secreto em Manhattan na segunda-feira como testemunha principal do caso.

De 2006 a 2018, atuou como vice-presidente da Organização Trump e advogado pessoal do ex-presidente. Sua lealdade já foi ilimitada, a ponto de Cohen ter dito anteriormente que teria levado um tiro por Trump.

Nos últimos dias da campanha presidencial de 2016, Cohen pagou do próprio bolso US$ 130 mil em dinheiro secreto à estrela pornô Stormy Daniels, supostamente então ela ficaria quieta sobre seu caso de 2006 com Trump, o que o ex-presidente nega.

Michael Cohen, Stormy Daniels
Michael Cohen afirma que pagou à estrela pornô Stormy Daniels US$ 130 mil por seu silêncio sobre seu caso com Donald Trump.

Cohen alega ainda que Trump o pagou em 11 parcelas de cheque de US$ 35.000 ao longo de um ano enquanto ele era presidente. Cohen foi condenado a três anos de prisão em 2018 depois de se declarar culpado à evasão fiscal e à violação das leis de financiamento de campanhas. Ele também admitiu ter mentido aos comitês do Congresso dos EUA sobre os esforços para construir uma Trump Tower em Moscou.

Depois de cumprir a pena de prisão e confinamento domiciliar, Cohen se manifestou contra Trump em dois livros, um podcast e inúmeras postagens nas redes sociais. Espera-se que ele passe todos os dias desta semana no tribunal de Manhattan – segunda, terça e quinta – no depoimento, numa tentativa de desfazer a reputação de Trump.

O ex-presidente de 77 anos e presumível candidato republicano para 2024 se declarou inocente de 34 acusações de falsificação de registros comerciais relacionadas ao pagamento secreto feito a Daniels.

O Correio de Nova York foi o primeiro a relatar a notícia.

Fuente