O jogador do Manchester City, Kyle Walker, foi entrevistado pela Sky Sports ao lado de uma foto do técnico do Arsenal, Mikel Arteta, parecendo frustrado


Kyle Walker, do Man City, não resistiu a uma crítica atrevida aos torcedores do Arsenal (Foto: Sky/Getty)

Kyle Walker zombou do Arsenal fãs que soltaram fogos de artifício do lado de fora de um hotel antes de Cidade de Manchesterde Liga Premiada confronto contra o Tottenham.

Walker ficou absolutamente encantado como City registrou uma vitória por 2 a 0 no Spurs em um grande impulso às suas esperanças de conquistar o título da primeira divisão inglesa.

Após a partida, Walker fez referência ao grupo de torcedores do Arsenal que tentou atrapalhar o time do City na noite anterior ao jogo contra o Spurs.

Alguns fãs dos Gunners soltaram fogos de artifício em frente ao Delta Hotels Waltham Abbey, mas mais tarde descobriu-se que o time do City não estava realmente hospedado lá.

Walker, falando à Sky Sports depois que o City venceu o Spurs, disse: “Foi muito difícil com as emoções em jogo, mas os rapazes fizeram o trabalho que precisavam fazer.

‘Está um passo mais perto. Você tem que encarar cada jogo como ele aparece. Tínhamos um trabalho a fazer esta noite, mas sabemos como as coisas podem mudar.

‘Nós nos preparamos, nos recuperamos e o West Ham é mais uma final e espero que possamos fazer história para este grande clube. Não é um trabalho feito por um milhão de milhas.

Erling Haaland marcou duas vezes na vitória do Man City sobre o Spurs na terça-feira (Foto: Getty)

‘Espero que consigamos a vitória. Se eu não gostasse da pressão, estaria no emprego errado e na equipe errada.

‘Ontem à noite, não consegui dormir. Eles tentaram soltar fogos de artifício, mas não estávamos lá, eles sentiram nossa falta. Não consigo descrever a sensação quando fizemos 2-0.

‘Foi um jogo incomum, mas somos concorrentes. O Spurs poderia ter ido e conquistado a Liga dos Campeões. Dava para ver que eles estavam arriscando tudo para ganhar o jogo.

Enquanto isso, os torcedores do Arsenal disseram a Son Heung-min que ele ‘sangue nas mãos’ pela grande chance perdida contra o City.

Aos 86 minutos, quando o City tinha apenas um gol de vantagem, o capitão do Spurs, Son, foi jogado de forma limpa e parecia quase certo de marcar.

Son, que estava posicionado bem no centro, tentou acertar no canto mais distante, mas Stefan Ortega fez uma defesa incrível, esticando a perna para negar o gol.

MAIS : Gary Neville revela o que o técnico do Tottenham lhe contou sobre a conversa do time dos Spurs antes da derrota do Manchester City

MAIS : Man Utd quer contratar estrela ‘especial’ do Fulham para substituir Raphael Varane

MAIS : Posição do Manchester United sobre a transferência de Bruno Fernandes revelada enquanto o Bayern de Munique registra interesse



Fuente