Os capacetes do New York Mets ficam no chão durante o jogo New York Mets x Baltimore Orioles durante um jogo de treinamento de primavera no Fort Lauderdale Stadium em 25 de fevereiro de 2009 em Fort Lauderdale, Flórida.

(Foto de Rob Tringali/Getty Images)

O New York Mets contratou Joey Wendle como jogador de campo reserva até este ponto.

Porém, na tentativa de reforçar o ataque, decidiram tirar Wendle do elenco e dar mais chances a Mark Vientos, que dividirá o tempo com Brett Baty na terceira base.

“O Mets designou Joey Wendle para a missão”, tuitou o SNY Mets.

Wendle tem versatilidade: pode jogar em todo o campo interno.

Ele também tem experiência.

Essa é basicamente a extensão de suas contribuições/conjunto de habilidades.

Ofensivamente, ele não está bem há algum tempo.

O Mets assinou com ele um contrato de um ano fora da temporada, mas agora prefere ficar sem um jogador de campo reserva tradicional para tirar Wendle do elenco.

Verdade seja dita, a escrita estava na parede para ele não apenas por causa de sua falta de produção em 2024, mas também porque ele também não jogou bem na temporada passada.

Ele estava atingindo 0,222/0,243/0,250 em 37 jogos pelo Mets este ano, e atingiu 0,212/0,248/0,306 em 318 jogos pelo Miami Marlins em 2023.

Há uma chance de Wendle optar por permanecer no Mets como seguro Triple-A, mas pode haver um mercado para ele retornar à MLB de alguma forma.

Wendle não é um rebatedor respeitável desde 2021, quando estava no Tampa Bay Rays.

Naquele ano, ele acertou 31 duplas e acumulou 0,741 OPS.

Foi a última vez que ele teve um OPS de pelo menos 0,700, e sua marca na carreira é de 0,695.

O Mets está dando ao jovem Vientos a chance de finalmente concretizar seu potencial, e eles precisavam de uma vaga no elenco.


PRÓXIMO:
Edwin Diaz continuou seu período difícil na noite de segunda-feira



Fuente