12 horas de loucura

Passado da meia-noite, Jesús Navas publicou uma carta em suas redes sociais onde eu vim dizer isso Ele estava saindo por causa do Sevilla e seus líderes, que eles não tiveram um mínimo de consideração com sua pessoa não apresentar nenhuma oferta, depois de tantos anos de serviço fiel. Esse documento incendiar qualquer fórum sevilhanoque viram confirmados os seus piores receios em relação ao desprezo por um símbolo Da entidade. Foi a vez do Sevilla responder.

O clube convocou a imprensa pela manhã para que o presidente deu suas explicações. As razões pelas quais Jesús Navas saiu do Sevilha pela porta dos fundos. Ele tinha duas opções: atacar corpo a corpo ou atacar outro tipo de artilharia, contra-atacando com um novo contrato, como ele finalmente fez. Ela não disse uma palavra ruim sobre Jesus, muito pelo contrário, e foi falando sobre reuniões e encontros com os capitães, a quem ofereceu, a todos, continuidade para os ajudar na reconstrução que desejam levar a cabo.

Esta conferência de imprensa foi seguido pelos jogadores, que mais tarde começou a treinar. Também para Jesusquem viu como sua carta foi manchada pelo presidentealém de verificar a movimentação do Sevilla quanto à sua renovação. Contrato vitalício e trabalho futuro na entidade. Após o treinamento ele se encontrou com o presidente e Ele não hesitou em aceitar a oferta, inclusive em doar o que recebeu para uma fundação. Uma retirada atrasada. Mais alguns meses como jogador do Sevilla, numa carreira em que deu muito de si. Está cansado. Exausto da elite e de sofrer pelo Sevilla. Um último serviço aceito após 12 horas de verdadeira loucura.



Fuente