Heróis mais altruístas dos jogos da Square Enix, classificados

Square Enix, de uma forma ou de outra, já existe há muito tempo. A empresa é responsável pela criação de algumas das franquias de jogos mais populares e algumas das os melhores protagonistas da Square Enix são icônicos.




Escrever um herói convincente não é fácil. Os dias em que os jogos fugiam com protagonistas silenciosos, sem características ou motivos, acabaram. Personagens problemáticos e complexos são mais populares do que nunca, e os heróis modernos são tão frequentemente movidos por objetivos egoístas quanto por heróis heróicos. No entanto, heróis altruístas ainda existem. A Square Enix é conhecida por criar heróis bem escritos, reputação conquistada graças ao Fantasia final Series. O auto-sacrifício é um tema em muitos Fantasia final jogos, então para esta lista tentamos limitar o número de heróis de Final Fantasy.

Relacionado

6 melhores jogos de mundo aberto publicados pela Square Enix

Arquiteta de muitos RPGs fantásticos, a Square Enix criou sua cota de ótimos videogames de mundo aberto ao longo dos anos. Aqui estão os melhores.

10 Tifa (Final Fantasy 7)

Sacrifício Pessoal


Final Fantasy 7

Lançado
31 de janeiro de 1997

Tifa é sem dúvida uma das as melhores heroínas femininas de Final Fantasy. Como o resto do Avalanche, ela dedicou sua vida a salvar o planeta da malvada megacorporação Shinra, que é ao mesmo tempo heróica e altruísta. Tifa desistiu de qualquer esperança de uma vida normal para lutar por aquilo em que acredita. Mas não foi isso que rendeu a Tia um lugar nesta lista.

O maior sacrifício de Tifa vem na forma de seu amor por Cloud. Depois que ele cai no riacho Mako e fica catatônico, Tifa se dedica a cuidar dele, mesmo que não esteja claro se ele algum dia acordará. Deixar de lado os objetivos pessoais para cuidar de um ente querido doente é um tipo de altruísmo que não vemos com frequência nos jogos. O sacrifício de Tifa é ainda mais comovente quando se considera que um meteorito está prestes a cair na Terra.

9 Aya Brea (Eva Parasita)

No cumprimento do dever


Eva Parasita

Lançado
9 de setembro de 1998

Desenvolvedor(es)
Quadrado

Um protagonista de terror de sobrevivência pode parecer uma escolha estranha para um herói altruísta. Lutar pela sobrevivência contra monstros pode ser heróico, mas não é exatamente altruísta. O que torna Aya Brea altruísta, porém, é como ela continua a cumprir seu dever diante de ameaças sobrenaturais.

Relacionado

10 melhores jogos de sobrevivência com protagonistas femininas

Os jogadores devem conferir esses jogos de sobrevivência por sua jogabilidade emocionante e pelas adoráveis ​​​​protagonistas femininas que solidificam a experiência.

Aya Brea é policial de Nova York, o que significa que jurou proteger e servir. Ela continua a fazer isso muito depois de a maioria das pessoas provavelmente ter denunciado. Aya arrisca a vida para salvar outras pessoas de horrores inimagináveis. Depois de herdar poderes sobre-humanos de suas mitocôndrias mutantes, Aya continua a lutar pelo que é certo, mergulhando novamente no perigo na sequência do jogo.

8 Sora (Corações do Reino)

Pelo amor de seus amigos


Corações do Reino

Franquia
Corações do Reino

Lançado
17 de setembro de 2002

O Corações do Reino jogos são alguns dos Os melhores RPGs de ação da Square Enix. Além da jogabilidade, o que muitos fãs adoram na série é o seu protagonista. Sora, um clássico protagonista de peixe fora d’água, teletransportado para Corações do Reino’ Mashup de um mundo Disney/Final Fantasy. Ele é um herói adolescente definido por seu heroísmo e inocência.

Ele também é incrivelmente altruísta, e não apenas no clássico estilo “lutando para salvar o mundo”. Assim como Tifa, os melhores momentos de Sora acontecem quando ele luta para salvar seus entes queridos. Um exemplo clássico veio quando Sora se esfaqueou com a Keyblade para salvar Kairi, sem saber que isso não o mataria.

7 Crono (gatilho crono)

Salvando a linha do tempo


Gatilho do tempo foi lançado em 1995, e seu protagonista, Crono, praticamente iniciou a fase de “herói de cabelos espetados” da Square Enix. Gatilho do tempo é um jogo incrível com uma história fabulosa, mas como protagonista silencioso, Crono não recebe muita caracterização.

3:17

Relacionado

Melhor jogo Square ou Enix de todos os anos dos anos 90

A Square e a Enix lançaram alguns jogos verdadeiramente incríveis durante os anos 90, mas esses títulos são indiscutivelmente os melhores do grupo.

Na verdade, tudo o que os jogadores sabem sobre ele é que ele é um herói classicamente altruísta. Ele se junta à luta para salvar o mundo contra Lavos por nenhuma outra razão a não ser que é a coisa certa a fazer, e arrisca sua vida para salvar seus amigos. Perto do final do jogo, ele se sacrifica e, dependendo do final que o jogador conseguir, pode permanecer morto. Ele estaria no topo da lista se sua personalidade não tivesse sido deixada à imaginação dos jogadores, deixando suas motivações um pouco vagas.


6 Herói (Dragon Quest 11)

Corrige seus erros

Missão do Dragão 11

Lançado
4 de setembro de 2018

Missão do Dragão 11 foi um dos os melhores jogos da Square Enix da década de 2010. Como é tradição na série, o protagonista dos jogos é simplesmente chamado de Hero, e ele é a reencarnação de um antigo herói conhecido como Luminary. É seu destino salvar o mundo contra os malvados Mordegon e Calamos.

A primeira metade do jogo é padrão para um JRPG de fantasia da Square Enix. O herói arrisca a vida e luta contra o mal porque esse é o seu destino. Então, numa reviravolta surpreendente, Hero e seus amigos perdem para Mordegon, que obtém o poder de Yggdrasil e destrói o mundo. O herói ganha uma segunda chance de consertar isso, mas deve voltar no tempo para fazer isso. Sem pensar duas vezes, ele o faz. É um ato altruísta, realizado para trazer de volta um de seus amigos mortos e salvar o mundo.


5 Aerith (Final Fantasy 7)

Uma vida de altruísmo

Tem havido algum debate entre Final Fantasy 7 fãs sobre se Aerith sabia que usar a matéria sagrada iria levar ao seu destino trágico. No jogo original, parece que ela pensou que voltaria (antes de Sephiroth matá-la). No entanto, Advento Crianças e Final Fantasy 7 Remake implica que ela teria se sacrificado voluntariamente pelo planeta.

Relacionado

7 melhores vilãs femininas em jogos da Square Enix, classificadas

A Square Enix criou algumas das vilãs femininas mais intimidantes, temíveis e memoráveis ​​da história dos videogames.

Independentemente disso, Aerith era uma personagem altruísta. Apesar de toda a escuridão em sua vida, ela passou o pouco de liberdade que obteve cultivando flores na tentativa de iluminar as favelas de Midgar. Em ambos Refazer e Centro da criseela passa seu tempo livre ajudando sua comunidade e também apoiando sua mãe adotiva. Sua especialização em magia de cura encapsula sua natureza altruísta.


4 Zidane (Final Fantasy 9)

Altruísmo é o seu lema

Para um ladrão profissional, Zidane é extremamente altruísta. Na verdade, seu lema é “Você não precisa de um motivo para ajudar as pessoas”. Zidane ajudará a todos e a qualquer pessoa sem pensar duas vezes, quase adotando Vivi como irmão mais novo.

Para a maior parte Final Fantasy 9, Zidane não tem interesse pessoal na trama. Ele está junto porque gosta de ajudar e tem uma queda por Garnet. Mesmo após as revelações chocantes sobre suas origens, ele não perde o espírito altruísta, chegando até a salvar o vilão do jogo, Kuja. Alguns fãs argumentaram que é fácil para Zidane ser altruísta porque, em primeiro lugar, ele tem pouco a perder. Se isso é verdade, porém, é uma questão de perspectiva.


3 Auron (Final Fantasy 10)

Teimosamente altruísta

Final Fantasy 10

Lançado
17 de dezembro de 2001

Auron não recebe tanto amor quanto deveria. Tudo nele, desde sua entrada até seu design e personalidade, grita duro. Mas uma das coisas mais durões sobre ele é o quão altruísta ele é. A vida de Auron é dedicada ao dever e ao serviço aos outros.

Muitos personagens altruístas se sacrificam para salvar outros, mas Auron faz o oposto. Ele se recusa a morrer até que sua missão seja concluída e Spira esteja a salvo de Yu Yevon. Prolongar o próprio sofrimento para proteger todos os outros, em vez de fazer um grande sacrifício final, é um tipo diferente de altruísmo. Final Fantasy 10 tem um dos os melhores finais de um jogo da Square Enix por muitas razões, e o destino de Auron é uma delas.


2 Zack (Final Fantasy 7: Crisis Core)

Sacrifica tudo no final

Final Fantasy 7: Núcleo da Crise

Lançado
13 de setembro de 2007

Para a maior parte Final Fantasy 7: Núcleo de Crise, Zack é um jovem herói ousado e ambicioso, obcecado em subir na hierarquia dos Soldados e provar sua honra. Ele terá prazer em ajudar estranhos necessitados, mas também segue a malvada megacorporação Shinra. Ao longo do jogo, porém, a perspectiva de Zack muda conforme ele é exposto ao verdadeiro Shinra e seus segredos obscuros.

Relacionado

6 melhores jogos PSP da Square Enix, classificados

Embora o PSP possa ser uma memória distante, ele ainda tinha uma coleção de ótimos jogos da Square Enix.

É no ato final do jogo, porém, que o verdadeiro altruísmo de Zack transparece. Zack é um homem apaixonado e tudo o que ele quer é voltar para Aerith. Ele poderia deixar Cloud para trás para se reunir com ela, ou poderia arriscar tudo e salvar seu amigo. Zack escolhe Cloud e se sacrifica em uma das cenas mais emocionantes dos jogos. É fácil ser altruísta quando não há nada a perder; é muito mais difícil para quem tem tudo a perder.


1 Yuna (Final Fantasy 10)

Uma peregrinação sacrificial

Final Fantasy 10-2

Lançado
18 de novembro de 2003

Desenvolvedor(es)
Divisão 1 de Desenvolvimento de Produto Square

Yuna foi criada para ser uma mártir. Como invocadora, ela está destinada a embarcar em uma peregrinação que terminará com sua morte, para que o resto do mundo conheça a paz por um breve período. Yuna poderia ter lutado contra o destino, mas ela o abraçou. Ela só começa a lutar contra seu destino quando descobre que é mentira.

Mesmo depois de se rebelar, Yuna permanece altruísta. Ela e seus amigos continuam a lutar contra Yu Yevon quando o resto de Spira se volta contra ela. Derrotar o vilão custará a Yuna sua conexão com seus amados aeons e fará com que seu amor, Tidus, desapareça. Isso seria suficiente para irritar a maioria das pessoas, mas não Yuna. Yuna volta à luta em Final Fantasy 10-2 porque sua abnegação é interminável. São personagens como Yuna que fazem Final Fantasy 10 um de os melhores jogos da série.


Mais

7 melhores protagonistas da Square Enix com tendências vilãs

Um bom protagonista é aquele que tem falhas. Às vezes, eles podem até se comportar de maneira vil. Aqui estão alguns exemplos da Square Enix.

Fuente