TR

O Pentágono desencadeou uma quarta rodada de ataques aéreos contra os rebeldes Houthi em menos de uma semana

Os Estados Unidos teriam lançado uma nova onda de ataques contra supostos alvos militantes em todo o Iêmen na noite de quarta-feira, poucas horas depois de Washington designar o grupo rebelde Houthi como uma organização terrorista.

A salva de mísseis foi disparada de navios da Marinha dos EUA estacionados no Mar Vermelho e teve como alvo locais que estavam “preparados para lançar ataques”, A CBS News e a Associated Press relataram, citando autoridades norte-americanas não identificadas. Mais de uma dúzia de locais teriam sido atingidos pelos ataques.

A operação segue-se a um ataque Houthi contra o navio graneleiro Genco Picardy, de propriedade dos EUA, no Golfo de Aden, na manhã de quarta-feira, com o porta-voz do grupo militante Yahya Sarea alegando um ataque “ataque direto” no navio cargueiro.

“As forças navais não hesitarão em atacar todas as fontes de ameaça nos mares Vermelho e Arábico dentro do direito legítimo de defender o Iémen e de continuar a apoiar o povo palestino oprimido”, ele adicionou.

O Comando Central dos EUA (CENTCOM), agência responsável pela supervisão das operações no Oriente Médio e na Ásia Central, disse que não houve feridos no ataque e que o navio permaneceu em condições de navegar, mas observou “alguns danos” para o navio.

DETALHES PARA SEGUIR

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Fuente