Meta Shares sobem 21% com resultados estelares do quarto trimestre e pagamentos de dividendos

As ações da Meta Platforms saltaram para um novo máximo intradiário nas negociações da manhã de sexta-feira, depois que a controladora do Facebook e Instagram relatou um quarto trimestre melhor que o esperado e disse que estava acelerando seus esforços em inteligência artificial.

Os investidores também aplaudiram o início de um dividendo pela empresa, prometendo um pagamento saudável de 50 centavos por ação aos acionistas.

As ações ganharam US$ 82,67, ou 20,9%, para US$ 477,45 nas negociações do final da manhã, após atingirem US$ 479,50, o ponto mais alto de todos os tempos para a ação, que já subiu 38% desde o início do ano.

Na quinta-feira passada, a Meta informou que sua receita nos últimos três meses de 2023 aumentou 25%, para US$ 40,11 bilhões, refletindo fortes resultados publicitários que contrariaram tendências maiores. A empresa viu o lucro triplicar, para US$ 14,02 bilhões, à medida que os usuários ativos diários aumentaram 8%, para 3,19 bilhões. Todos os resultados superaram as projeções de Wall Street, resultados que a empresa atribuiu em parte aos seus avanços na tecnologia de IA.

“Fizemos muito progresso em nossa visão para o avanço da IA ​​e do metaverso”, disse o fundador e CEO da Meta, Mark Zuckerberg, no comunicado aos acionistas. A empresa espera investir entre US$ 30 bilhões e US$ 37 bilhões em despesas de capital em 2024, sendo a IA uma área crescente de investimento.

Os resultados levaram pelo menos 30 analistas de Wall Street a aumentar os seus preços-alvo para as ações, embora os preços definidos por muitos já tenham sido ultrapassados ​​na corrida da manhã de sexta-feira. Os analistas definem suas metas com base nas projeções de crescimento para um ano inteiro.

A RBC Capital, por exemplo, aumentou sua meta de US$ 400 para US$ 565.

O analista escreveu em uma nota aos clientes que daqui a alguns anos, este relatório trimestral poderá ser visto como o momento em que a Meta passou de ser vista como o principal player de publicidade social para “aderir a um negócio líder de inteligência em nuvem com foco em GenAI”, de acordo com para TheFly. com.

O Morgan Stanley estabeleceu uma meta de US$ 510, acima dos US$ 435, e apontou o dividendo e a autorização de US$ 50 bilhões adicionais em recompras de ações como uma melhoria das perspectivas acima e além dos fortes resultados e orientações para o trimestre atual.

O preço-alvo mais alto, US$ 575, foi definido por analistas da Mizuho e da KeyBanc. A nota do KeyBanc disse que o relatório do quarto trimestre da Meta dissipou as preocupações de que as receitas de publicidade desacelerariam em 2024 e também demonstrou uma alocação sólida de capital, observando que os investimentos da Meta também tiveram retornos claros.

No extremo oposto, o Goldman Sachs elevou sua meta para apenas US$ 500, com uma classificação de “Compra”. A empresa disse estar mais preocupada com a desaceleração da receita, mas que no trimestre “provavelmente haverá debates sobre o potencial de como a taxa de receita da Meta pode desacelerar ao longo de 2024, o relatório de lucros “permite que os investidores coloquem questões prévias sobre a força da plataforma”.

Ações da Amazon, que também relatou fortes resultados no trimestre e disse que aumentou os gastos com conteúdo em 14% para US$ 18,9 bilhões, também ganho nas negociações da manhã. As ações subiram US$ 11,69, ou 7,3%, para US$ 170,97, um aumento de cerca de 14% desde o início do ano.

Fuente