Joan Mir surge em cena em Sepang.

KTM O ano começou forte. No segundo dia de extorsão de MotoGP que teve lugar em Sepang dominou mais uma vez um dos concorrentes do grupo baseado em Mattighofen. Se no início destes primeiros dias de testes, quem ficou surpreso foi Os dias de Pedrosa, nesta sexta foi a vez de mais um testador se exibir. Neste caso foi Pol Espargar que marcou o melhor tempo (1:58.241) num dia marcado pelo surgimento do chuva. O elemento líquido forçou o fechamento do teste antes do tempo previamente estabelecido.

Além do domínio da marca austríaca, vale destacar a presença dos pilotos do Repsol Honda (Joan Mir e Luca Marini) e Yamaha (Fabio Quartararo e Lex Rins). Os quatro se juntaram à lista de testadores e, claro, o novato na moda, um Pedro Acosta que já está sendo rápido antes mesmo do início da competição. Tanto é que hoje ele mais uma vez se maravilhou ao desabar no pódio do dia Aos 19 anos, o campeão mundial de Moto3 em 2021 e Moto2 em 2023 é em chamas em sua estreia na classe rainha. Não podemos esquecer que no primeiro dia já estava em segundo atrás de Pedrosa.

No Tech3 eles tiram a pressão do ‘Tiburn de Mazarrón’

No entanto, no GásGás Tech3 Eles não querem pressão extra sobre o Tiburn de Mazarrn. Nesse sentido, Nicolas Goyonchefe da equipa de satélites da KTM, indicou: “O que o Pedro está a fazer é chamar a atenção, mas você tem que dar um tempo. As pessoas estão entusiasmadas por vê-la na pista, mas conhecer uma moto de MotoGP é um processo longo. “Você não aprende tudo com alguns testes.”

Joan Mir surge em cena em Sepang.CDH

Os quatro competidores das equipes japonesas aproveitaram o novo sistema de concessões para poder testar suas novas motos na pista. Obviamente, para Marini e para Rins já faz um dia algo mais especial pois acabaram de desembarcar em seus respectivos elencos.

Rins, em bom nível

A boa notícia para a marca Iwata é a velocidade que conseguiu extrair da sua Yamaha um Rins que parece já ter se recuperado de sua lesão (grave) no ano passado.

Pelo contrário, em CDH Eles ainda não conseguiram encontrar a chave. Os pilotos oficiais da equipe Golden Wing não conseguiram entrar furtivamente no Top 5 do segundo dia de extorsão na rota da Malásia. Algo que o casal Yamaha conseguiu. Na verdade, Fabio Quartararo esteve muito perto de bater o tempo do testador da KTM.

Horários do 2º dia do Shakedown-Test de MotoGP em Sepang:

1. Pol Espargar (KTM) 1:58.241

2. Fábio Quartararo (Yamaha) + 0,283s

3. Pedro Acosta (KTM) + 0,290s

4. Lex Rins (Yamaha) + 0,409s

5. Dani Pedrosa (KTM) + 0,431s

6. Joan Mir (Repsol Honda) + 0,846s

7. Johann Zarco (LCR) + 0,850s

8. Luca Marini (Repsol Honda) + 0,971s

9. Takaaki Nakagami (LCR) + 1.028s

10.Stefan Bradl (Honda) + 1.529s

11. Cal Crutchlow (Yamaha) + 1.633s

11. Michele Pirro (Ducati) + 1.915s

13. Lorenzo Savadori (Aprilia) + 2.579s



Fuente