O último momento ‘senil’ de Joe Biden, chama a vice-presidente Kamala Harris de ‘presidente’

Todo mês de fevereiro nos Estados Unidos é considerado Mês da história negrae presidente Joe Biden fez questão de marcar o período especial compartilhando fotos deslumbrantes de um evento na Casa Branca

Na terça-feira, Biden e seu vice-presidente, Kamala Harrisdeu as boas-vindas a várias pessoas na Casa Branca para celebrar o Mês da História Negra.

Durante o evento, o presidente lembrou que voltará no próximo ano para sediar outra cerimônia, fazendo referência sutil à sua campanha para a reeleição para um segundo mandato.

Joe Biden comemora o mês da história negra

MEGA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, compartilhou várias fotos impressionantes em sua página do Instagram na quarta-feira, mostrando pessoas na Casa Branca comemorando o Mês da História Negra.

Biden e a vice-presidente Kamala Harris, junto com seus cônjuges, a primeira-dama, Jill Biden e Douglas Emhoff, pareciam alegres nas fotos, cercados por vários indivíduos vestidos com esmero para marcar o mês histórico.

O carrossel de fotos tinha a legenda “Feliz Mês da História Negra na Casa Branca!”

No evento, Biden falou sutilmente sobre sua reeleição, ao observar que esta não será a última celebração do Mês da História Negra que ele realizará na Casa Branca.

O presidente disse aos seus convidados: “Estaremos de volta aqui no próximo ano”, acrescentando: “Esta comunidade é a razão pela qual estou aqui, esta comunidade”.

Antes da celebração, a Casa Branca divulgou um comunicado destacando diversas conquistas da administração Biden para a comunidade negra.

O declaração leia: “Nos últimos três anos, o presidente Biden e o vice-presidente Harris aproveitaram toda a força do governo federal para promover a justiça e a equidade racial e garantir a promessa da América para todas as comunidades, incluindo os negros americanos, em todo o país”.

Continuou: “Com o apoio destes esforços, os negros americanos estão a iniciar novos negócios, a criar empregos, a comprar casas e a tirar partido do aumento das oportunidades de educação a taxas históricas – contribuindo para um aumento de 60% na riqueza em comparação com antes da pandemia”.



Fuente