Tecnologia Infinix AirCharge

Numa era em que os avanços tecnológicos ocorrem a um ritmo sem precedentes, podemos perguntar-nos se estas inovações têm o potencial de impactar significativamente as nossas vidas e o ambiente para melhor.

No Consumer Electronics Show (CES) 2024, a marca inovadora Infinix apresentou uma resposta convincente a esta pergunta. Com o lançamento de sua tecnologia E-Color Shift, carregamento sem fio AirCharge e bateria Extreme-Temp, a Infinix não está apenas apresentando novos gadgets; estão a demonstrar um futuro onde a tecnologia melhora a nossa vida quotidiana, protege o nosso ambiente e se adapta às alterações climáticas do nosso planeta.

Imagine um mundo onde o seu smartphone não seja apenas um dispositivo estático no seu bolso, mas um acessório dinâmico que reflete o seu humor, a hora do dia ou até mesmo o clima atual.

Com a tecnologia E-Color Shift da Infinix, esta visão torna-se realidade. Alimentada por E-Ink Prism, esta tecnologia permite que os painéis dos smartphones mudem e mantenham cores vibrantes sem esgotar a vida útil da bateria.

Isso significa que a tampa traseira do seu telefone agora pode exibir uma variedade de designs e informações em um arranjo matricial, oferecendo um novo nível de personalização que vai além de meras mudanças de cores.

Este salto tecnológico não se trata apenas de estética; trata-se de reduzir o consumo de energia e prolongar a vida útil da bateria, contribuindo para um futuro mais sustentável.

A introdução da tecnologia AirCharge pela Infinix pode significar o fim dos cabos de carregamento emaranhados e da constante disputa por tomadas elétricas. Utilizando ressonância magnética de múltiplas bobinas, esta tecnologia permite que dispositivos sejam carregados sem fio em distâncias de até 20 centímetros e em ângulos de até 60 graus.

A liberdade de carregar dispositivos sem restrições físicas não só aumenta a conveniência, mas também incentiva a utilização de menos recursos, como plástico e cobre, normalmente utilizados na produção de cabos. Esta mudança para o carregamento sem fios representa um passo em frente na redução da nossa pegada ecológica e na adoção de práticas tecnológicas mais limpas e sustentáveis.

Bateria Infinix de temperatura extrema

Talvez um dos lançamentos mais inovadores da Infinix seja a bateria Extreme-Temp, projetada para funcionar de maneira confiável tanto em condições de calor escaldante quanto de frio congelante. Esta tecnologia promete manter os dispositivos em temperaturas que variam de -40°C a 60°C, abordando um dos desafios mais persistentes na tecnologia de baterias.

Ao garantir que os nossos dispositivos podem funcionar em condições ambientais extremas, a Infinix não só prolonga a vida útil destes dispositivos, mas também reduz a necessidade de substituições frequentes, minimizando assim o desperdício eletrónico e o seu impacto no ambiente.

É um divisor de águas para usuários em climas extremos, oferecendo tranquilidade e a confiabilidade necessária em situações críticas.

A tecnologia Infinix E Color Shift ganhou o prêmio Omdia Innovation Award na CES 2024 em escala

As tecnologias apresentadas pela Infinix na CES 2024 destacam o potencial das inovações modernas para melhorar as nossas vidas, ao mesmo tempo que consideram o bem-estar do nosso planeta. Desde a oferta de uso personalizado e eficiente do dispositivo com a tecnologia E-Color Shift, permitindo métodos de carregamento mais sustentáveis ​​através do AirCharge, até o aumento da confiabilidade do dispositivo em diversos climas com a bateria Extreme-Temp, a Infinix está estabelecendo um novo padrão para o que significa desenvolver tecnologia de forma responsável.

As ofertas mais recentes da Infinix são mais do que apenas inovações tecnológicas; eles representam uma visão para um futuro onde a tecnologia e a gestão ambiental andam de mãos dadas. À medida que continuamos a navegar pelos desafios do século XXI, as inovações de empresas como a Infinix servem como um lembrete do impacto positivo que a tecnologia pode ter nas nossas vidas, no nosso ambiente e no nosso planeta.

Fuente