Bill Clinton

Nos documentos recentemente não divulgados relacionados com Jeffrey Epsteinfoi revelado que durante um depoimento de 2010, uma ex-modelo foi questionada sobre o ex- Presidente Bill Clintondo conselheiro de segurança e se eles avisaram Epstein sobre uma invasão.

A ex-modelo, Adriana Ross, foi acusada de ser co-conspiradora da quadrilha de tráfico sexual de Jeffrey Epstein. Em 2010, ela testemunhou sobre seu conhecimento de Samuel Richard “Sandy” Berger, que foi o principal assessor de segurança nacional no governo Clinton.

MEGA

De acordo com os documentos não divulgados, Ross foi solicitado a identificar quem era Berger e confirmar se ele era um “amigo próximo” de Jeffrey Epstein.

“Essa é outra pessoa que foi afiliada a Bill Clinton em determinado momento, correto?” Ross foi questionado durante seu depoimento, ao que ela respondeu: “Recuso-me a responder”.

Ross foi então questionado: “Ele ligou para casa três semanas após a execução do mandado de busca. Ele avisou Jeffrey Epstein? ao que Ross, mais uma vez, respondeu: “Recuso-me a responder”.

O antigo modelo faleceu em 2015.

Bill Clinton é nomeado em documentos de Jeffrey Epstein

Foto de Jeffrey Epstein
MEGA

Outro conjunto de documentos divulgados, provenientes do caso de difamação de 2015 entre a vítima Virginia Giuffre e a associada próxima de Epstein, Ghislaine Maxwell, também mencionou Bill Clinton. No depoimento de Giuffre, ela afirmou que “passou um tempo com o presidente Clinton na ilha de Little St. James, nas Ilhas Virgens dos EUA”, e uma vez voou de helicóptero com o ex-presidente.

Seu depoimento continuou: “Em uma ocasião, acrescenta ela, Epstein convidou duas jovens morenas para jantar, que ele ofereceu em sua ilha caribenha para o Sr. Clinton logo após ele deixar o cargo. Mas, pelo que ela sabe, o ex-presidente não mordeu a isca.”

“Jantamos todos juntos naquela noite. Jeffrey estava na cabeceira da mesa. Bill estava à sua esquerda. Sentei-me em frente a ele… à esquerda de Ghislaine havia duas morenas de pele morena que vieram conosco de Nova York. Eu nunca os conheci antes. Eu diria que eles não tinham mais de 17 anos e pareciam muito inocentes”, testemunhou Giuffre de acordo com os documentos recém-revelados.

Documentos não oferecem evidências de qualquer irregularidade por parte de Bill Clinton

Bill Clinton abordando a conexão com Jeffrey Epstein ressurge
MEGA

Apesar do nome de Bill Clinton aparecer nesses documentos recentemente abertos, o depoimento não ofereceu qualquer prova de que o antigo Presidente dos Estados Unidos tenha cometido qualquer irregularidade.

Giuffre acrescentou, de acordo com os documentos: “Talvez Jeffrey tenha pensado que eles iriam entreter Bill, mas não vi nenhuma evidência de que ele estivesse interessado neles. Ele, Jeffrey e Ghislaine pareciam ter um relacionamento muito bom. Bill era muito engraçado. Ele me fez rir algumas vezes. E ele, Jeffrey e Ghislaine contaram piadas e as morenas ouviram educadamente e riram.

O ex-presidente Bill Clinton foi de longe o único grande nome mencionado nos documentos, pois, no total, mais de 150 nomes associados a agressor sexual Jeffrey Epstein foram revelados.

Alguns desses nomes incluem atores, atrizes e outras figuras públicas como Cate Blanchett, Leonardo DiCaprio e Naomi Campbell, nenhum dos quais foi acusado de irregularidades.

Fuente