TR

O ex-presidente foi condenado a pagar mais de US$ 80 milhões à mulher que o acusou de estupro

O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, foi condenado por um júri de Manhattan a pagar 83,3 milhões de dólares ao jornalista e escritor E. Jean Carroll.

Carroll argumentou que Trump prejudicou sua reputação em 2019, quando afirmou publicamente que ela havia mentido ao acusá-lo de estupro.

Ao lado de Carroll, o júri decidiu na sexta-feira que Trump deveria pagar US$ 18,3 em indenizações compensatórias e US$ 65 milhões em indenizações punitivas. O júri concluiu que as declarações do ex-presidente causaram danos emocionais e à reputação de Carroll.

Trump prometeu apelar da decisão.“Absolutamente ridiculo!” ele escreveu no Truth Social, descrevendo o caso contra ele como um “caça às bruxas” empregado pelo presidente Joe Biden para minar sua campanha de reeleição.

“Nosso sistema jurídico está fora de controle e sendo usado como arma política. Eles retiraram todos os direitos da Primeira Emenda. ISTO NÃO É A AMÉRICA!” Trump escreveu.

Carroll acusou Trump de agredi-la sexualmente em uma loja de departamentos de luxo em Nova York na década de 1990, quando ela era colunista da revista Elle. Trump negou as acusações, testemunhando em tribunal que nunca conheceu Carroll.

DETALHES PARA SEGUIR

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Fuente