(Foto de Rich Story/Getty Images)

O New York Giants não correspondeu às expectativas na temporada passada.

Após uma primeira campanha impressionante e promissora sob o comando de Brian Daboll, eles não conseguiram manter o pé no acelerador no início da campanha, lutando em ambos os lados da bola, principalmente no ataque.

Daniel Jones parecia regredir da melhor temporada de sua carreira.

Então, o time começou a responder e a jogar melhor no final da campanha, com Tyrod Taylor e o novato não draftado Tommy DeVito fazendo um trabalho melhor na liderança do ataque.

É por isso que agora existem algumas dúvidas sobre o futuro de Jones como zagueiro do time.

Notavelmente, o GM Joe Schoen não fez muito para apaziguar esses rumores.

Segundo Pat Leonard, ele afirmou que o time tem “necessidades em todas as posições” e avaliaria todas as opções potenciais com a escolha nº 6, não descartando a possibilidade de contratar um quarterback.

“Ele disse que a expectativa é que Daniel Jones seja titular quando estiver saudável para entrar no campo de treinamento, mas deixa a porta aberta para todas as opções para o futuro plano de QB”, Leonard postou.

A maioria dos mock drafts tem três quarterbacks saindo do tabuleiro nas três primeiras vagas, com Caleb Williams, Jayden Daniels e Drake Maye ocupando essas vagas.

Eles também têm os Giants levando o destaque da LSU, WR Malik Nabers, com a seleção nº 6, mas nunca se sabe.

JJ McCarthy, de Michigan, e Michael Penix Jr., de Washington, também devem ser eliminados na primeira rodada, mas os Giants provavelmente podem negociar e ainda ter a oportunidade de pegá-los, supondo que estejam, de fato, interessados ​​em contratar um quarterback no próximo rascunho.

PRÓXIMO:
Saquon Barkley faz uma declaração reveladora sobre seu futuro