Um a um do Real Madrid contra o Getafe: comentários e avaliações

Se Mbapp quiser jogar na ala esquerda do Real Madrid… terá que trabalhar muito. Isso mesmo a princípio… é o pensamento que me vem à cabeça depois de ver a atuação do ‘7’ contra o Girona iniciar Santiago Bernabú. Vendo o nível do Vinicius e tudo o que ele contribui para a equipe, a decisão que ele deve tomar me parece complicada. Carlos Ancelotti a próxima temporada Se a estrela francesa finalmente chegar ao Real Madrid. O brasileiro assumiu a ala esquerda após transferir o banco para Perigo do Éden e a partir daí, suas contribuições têm crescido a cada ano. Agora, ele é o jogador de futebol de maior diferencial do clube branco (só Jude pode competir com ele nessa função) e em suas partidas, é capaz de enfrentar por 90 minutos com a mesma potência e velocidadesão a arma mais pontiaguda do esquema do treinador italiano.

A LUA O guarda-redes ucraniano, que parece ter-se tornado titular do italiano, terá mais uma oportunidade para assumir a baliza alvinegra.

Primeiro tempo: O goleiro branco não precisou intervir nos primeiros 15 minutos. Nenhum chute a gol nos primeiros 45 minutos. Um centro perigoso no segundo poste e pouco mais. Mais seguro hoje nas bolas aéreas… para dar mais segurança aos companheiros.

NOTA DE DESCANSO: S/C

Segundo tempo: trecho de Lunin para evitar um cruzamento perigoso do Girona no primeiro minuto do segundo tempo, após boa jogada pessoal de Miguel Gutirrez.

NOTA FINAL: 6

LUCAS VZQUEZ O lateral espanhol atravessa um dos seus melhores momentos da temporada, 1 golo e 2 assistências nas últimas quatro partidas, voltará a usufruir da ala direita do clube branco.

Primeira parte: bom na defesa… e entrando no ataque quando Rodrygo e Valverde lhe dão a ponta.

NOTA DE DESCANSO: 6

Segunda parte: Jogo plácido do lado direito. Eles não o colocaram em apuros na defesa… e o libertaram no ataque para voar como quisesse.

NOTA FINAL: 6

CARVAJAL Um central de emergência… na final antecipada pela LaLiga. A sua temporada está a ser sublime no lado direito e no defesa-central terá que equilibrar o seu futebol com o médio francês.

Primeira parte: O defesa do Real Madrid não está muito esticado. Ele teve um Dovbyk dentro da área… mas foi bom no ‘2’ para bloquear o chute. Outro bom corte de Carvajal quando Tsygankov quis entrar furtivamente. E mais uma ação em que o ‘2’ é muito bem antecipado para acabar com o ataque do Girona. Essas ações são sempre medidas maravilhosamente.

NOTA DE DESCANSO: 8

Segunda parte: No final o bordão que sempre acompanha o Nacho… vão ter que dá-lo também ao Carvajal. Grande jogo lateral/central para dizer ao mundo que a melhor versão dele voltou para ficar.

NOTA FINAL: 8

TCHOUAMNIO pivô francês se unirá a Carvajal para tentar parar o super Girona.

Primeira parte: masterclass de francês no que diz respeito ao saque. Ele não é central… mas com a bola nos pés traz muita tranquilidade ao jogo. Aquela pausa tão necessária no futebol. Tchoaumni estava bem posicionado para evitar um cruzamento perigoso de Tsygankov.

NOTA DE DESCANSO: 8

Segunda parte: O francês corta para escanteio quando o Girona mais pressiona. Jogo brilhante de Tchoaumni num jogo complicado… há uma razão pela qual Ancelotti tem insistido, activa e passivamente, em deixar claro a todos que o francês também seria um defesa-central de primeira classe. Inteligente no posicionamento defensivo, sem erros com a bola e seguro por cima e no corte.

NOTA FINAL: 8

MENDYMais uma partida vital em que Ancelotti decide ceder a ala esquerda ao francês.

Primeira parte: o lado francês não está sofrendo.

NOTA DE DESCANSO: 6

Segundo tempo: amarelo para o lateral… que vai perder o próximo jogo do campeonato. Ele vai para o banco aos 76 minutos para colocar Fran Garça.

NOTA FINAL: 6

CAMAVINGAO meio-campista jogará contra Tchoaumni no centro do campo do Real Madrid.

Primeira parte: largada muito limpa do francês para armar o contra-ataque após ótimo passe para Jude. Grande início de Camavinga, que ficou sozinho no um contra um… até ser derrubado por Juanpe pouco antes de entrar na área do Girona.

NOTA DE DESCANSO: 9

Segunda parte: aproveitando o trabalho realizado na primeira parte. Ele foi o pulmão do time… e no segundo tempo se dedicou a estar no seu lugar para controlar o jogo. Ele sai sem ver o cartão amarelo que o faria perder o próximo jogo contra o Rayo.

NOTA FINAL: 9

VALVERDE O uruguaio será o pulmão do meio-campo de Ancelotti.

Primeira parte: Os mesmos heróis da décima quarta equipe unem forças para fazer o 1 a 0 contra o Girona. ‘Assistência’ do uruguaio que Vinicius transformou em obra de arte. Valverde esteve praticamente perfeito durante 45 minutos: trabalho imensurável, muita chegada no ataque e quase nenhum erro.

NOTA DE DESCANSO: 9

Segunda parte: À prova de fogo. O meio-campista uruguaio é o exemplo perfeito do que significa ser o jogador de futebol preferido de qualquer treinador. Ele nunca desiste da bola… e tem muita qualidade para fazer parceria com os companheiros.

NOTA FINAL: 9

KROOSO meio-campista alemão, que esta semana foi notícia pela possibilidade de pendurar as chuteiras daqui a quatro meses, assumirá o comando do time branco para transferir o Girona.

Primeira parte: o alemão sente-se confortável no bloco baixo que Ancelotti estabeleceu… porque poucos têm um toque tão subtil como o número 8 do Real Madrid quando o campo de jogo se torna ‘pequeno’. As bolas longas que saem das chuteiras do alemão são uma verdadeira delícia: todas no pé.

NOTA DE DESCANSO: 8

Segunda parte: Quantos passes longos Toni Kroos colocou a bola nos pés dos companheiros? que loucura, por favor. Os dados falam por si: 63 dos 64 passes realizados por Toni Kroos antes de deixar o campo de jogo aos 70 minutos para entrar Modric. Tem mais mérito, se possível, porque são poucos os passes de segurança que o alemão dá. Muita movimentação longa, passes que quebram linhas…

NOTA FINAL: 9

JUDE BELLINGHAM O Real Madrid precisa do ‘5’ inglês para voltar a marcar golos… num dia em que terá de defender o seu melhor marcador frente a Dovbyk.

Primeira parte: o inglês não aparece excessivamente no ataque do Real Madrid. Ele escorregou dentro da área, bateu com a chuteira no tornozelo de Eric Garcia… e acabou machucando o inglês na grama. Bom chute frontal de Jude que roça a trave de Gazzaniga. Grande gol de Jude Bellingham, que se disfarçou de camisa 9 para fazer o 2 a 0: desmarcou-se perfeitamente, driblou o goleiro e foi para a rede. Ele vai para o banco aos 57 minutos para colocar Brahim.

NOTA DE DESCANSO: 9

Segunda parte: O ‘5’ inglês ficou caído no chão após uma forte pisada de Pablo Torre. O mais inteligente da classe. Jude integrou no seu roteiro futebolístico a qualidade com que Ral González superou todos os seus rivais: o dom da localização… de estar sempre no lugar certo. O inglês fez o 3-0 antes de se aposentar lesionado… e já tem 20 golos esta temporada.

NOTA FINAL: 10

RODRYGO A dupla brasileira voltou a liderar o time no ataque alvinegro.

Primeira parte: O brasileiro começou mal nos primeiros 15 minutos. Ele tenta, o que é positivo, mas ainda não conseguiu tirar rentabilidade das suas ações ofensivas. Acho que é mais uma questão de confiança, como se o Rodrygo tivesse perdido completamente. Não combina com a segurança de quem sabe que algo vai dar 100% (como faz Vinicius… mesmo que nem sempre tudo dê certo para ele).

NOTA DE DESCANSO: 5

Segunda parte: A passagem de Rodrygo no vestiário foi ótima para ele. Bola roubada de Yan Couto, ele sobe na moto… e está 4 a 0. Grande gol do brasileiro para dar início à festa no Bernabé.

NOTA FINAL: 7

VINICIUS O ‘7’ regressa ao campo do Bernabu depois de ter falhado o clássico devido a dores cervicais.

Primeira parte: genialidade de Vinicius em fazer 1 a 0. Ele pega o couro, enfrenta tudo que se mexe… e coloca o couro no canto do Gazzaniga. Se Mbapp quiser tocar na banda do Vinicius… vai ter que trabalhar muito porque o que o brasileiro traz é um escândalo. Que maneira de encarar isso… E agora a bola que filtra de fora para Jude é digna de estudo, como ele poderia ler a desmarcação do companheiro? Quanto medo Vinicius dá aos rivais ao ativar o ‘modo diabo’: ele dá seus passos proibidos até a quadra e os rivais acabam recuando porque não sabem com o que o brasileiro vai surpreendê-los.

NOTA DE DESCANSO: 10

Segunda parte: Está passando mal o bom e velho Yan Couto, que está fazendo uma verdadeira temporada, tentando parar o Vinicius. O brasileiro obriga você a ser dez nas 50 vezes que vai te enfrentar… e isso é quase impossível. Ele aproveita o menor erro para quebrar seus rivais. Eles jogaram 3 a 0 para Jude marcar seu 20º gol na temporada.

NOTA FINAL: 10

BRAHIM. Ele entrou aos 57 minutos para o Bellingham. Jogada chave no 4-0… a sua desmarcação facilitou a corrida ‘livre’ de Rodrygo antes de mandar a bola para o fundo da rede. O seu movimento obrigou Miguel a segui-lo… e Rodrygo só teve um rival para enganar e marcar o seu golo.

NOTA FINAL: 5

JOSELU. O atacante terá 20 minutos para continuar pressionando Ancelotti na escalação. Ele pula na grama aos 70 minutos para Rodrygo. Segundo pênalti que Joselu perde nesta temporada. Seu chute saiu da trave.

NOTA FINAL: 5

MODRIC. O meio-campista croata entra em campo aos 70 minutos para dar descanso a Kroos.

NOTA FINAL: 5

Francisco Garcia. O lateral salta para a relva aos 76 minutos… posição que, se tudo seguir a sua lógica, será a sua em comparação com a do ex em Vallecas depois de Mendy ver o quinto cartão amarelo.

NOTA FINAL: 6

ARDA GLER. Minutos para o turco, que entra no green aos 76 minutos, continuar acumulando quilômetros nas pernas. Estreia do meio-campista no Santiago Bernabu. O meio-campista turco se saiu muito bem na cobrança de pênalti com Yan Couto, que apareceu em todas as fotos dos gols. Entrou bem e o lateral meteu o pé tarde.

NOTA FINAL: 6

ANCELOTTI. Jogo chave para as aspirações do Real Madrid na Liga… onde a varinha mágica do italiano será fundamental na ausência de defesas-centrais saudáveis ​​na equipa principal.

Primeira parte: Boa abordagem do italiano nos primeiros 45 minutos. Analisaram o rival com um bloco baixo que lhes permitiu bater com a sua velocidade… e depois dos golos, a posse e o controlo do jogo foram para os seus homens. Não concederam nenhuma chance ao Girona.

NOTA DE DESCANSO: 9

Segunda parte: O Real Madrid controlou o jogo à vontade… e mandou o Girona para a lona com um golpe de autoridade para se afastar na LaLiga. Rotações para dar descanso aos seus jogadores três dias antes das oitavas de final da Liga dos Campeões e ele deixa o Bernabu com dois zagueiros garantidos.

NOTA FINAL: 9



Fuente