Nenhum Estado Palestino – Netanyahu

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, cometeu “genocídio” contra os palestinos de Gaza, disse o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, na sexta-feira.

Falando numa cerimónia de comissionamento de um navio de guerra no estaleiro Yalova, perto de Istambul, o líder turco atacou Israel e o Ocidente.

“Não há mais confiança nos países ocidentais que falharam no teste da questão de Gaza. Os seus rostos fascistas foram expostos. Eles não deram um único passo para prevenir a violência. As organizações encarregadas da segurança global sofreram um fiasco”, Erdogan disse. “Eles limitaram-se a observar ociosamente os actos de genocídio e barbárie cometidos contra o povo da Palestina pelo ‘führer moderno’ Netanyahu.”

Türkiye condenou abertamente as ações militares de Israel em Gaza, acusando Jerusalém Ocidental de atrocidades contra civis palestinos no enclave.

Esta é a segunda vez em três semanas que Erdogan compara Netanyahu a Adolf Hitler.

Num discurso em Ancara no mês passado, ele afirmou que o que Israel estava a fazer em Gaza era Não é diferente do que o que a Alemanha nazista fez aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Netanyahu declarou guerra ao Hamas em Outubro, depois de uma série de ataques do grupo palestiniano terem custado a vida a cerca de 1.200 israelitas. Quase 24 mil palestinos foram mortos desde então, segundo as autoridades de saúde de Gaza.

O primeiro-ministro israelita denunciou publicamente a ideia de qualquer Estado para os palestinianos, enquanto vários membros proeminentes da sua coligação governante lançaram a ideia de expulsando todos os residentes de Gaza para o Egipto, que mesmo os EUA denunciaram como inaceitável.

No seu discurso de sexta-feira, Erdogan comparou o comportamento do Ocidente com o papel de Türkiye na tentativa de mediar a paz entre a Rússia e a Ucrânia em março de 2022. Ele disse que essas conversações foram “sabotado por lobbies militares” mas agora algumas pessoas estavam expressando arrependimento sobre isso, tal como acabarão por fazer em relação a Gaza.

“Aqueles que fecharem os olhos aos massacres cometidos por Israel em Gaza enfrentarão consequências desastrosas”, disse o presidente turco.

Vários advogados turcos procuraram apresentar queixa contra Netanyahu no Tribunal Penal Internacional (TPI), com a aprovação tácita de Ancara. Entretanto, a África do Sul processou Israel por genocídio perante o Tribunal Internacional de Justiça (CIJ) em Haia.

Fuente